Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

ALCIDES BERNAL

Vereador sai da base aliada e esposa com câncer sofre retaliação

Vereador sai da base aliada e esposa com câncer sofre retaliação
12/02/2014 00:00 - da redação


A retaliação sofrida pelo vereador João Rocha (PSDB) por parte do prefeito de Campo Grande, Alcides Bernal (PP), foi o motivo de mais uma crise, durante a sessão ordinária de ontem (11), na Câmara Municipal. As informações são do jornal Correio do Estado.

A publicação informa que o tucano alegou que, sua esposa, Rosemery da Costa Rocha, que coordenava projeto municipal de ginástica rítmica, mas está afastada das atividades devido a tratamento de câncer no pulmão e ossos, foi convocada pela Secretaria Municipal de Educação (Semed) para retornar imediatamente à sala de aula para lecionar educação física, área em que é formada.

A medida é vista como retaliação porque Rocha agora é independente, após ser da base aliada durante o primeiro ano de gestão progressista. “Isso é o que ele (Bernal) está me retribuindo depois de um ano tentando ajudá-lo”, desabafou. O tucano explicou que a companheira recebeu ligação do departamento pessoal da Semed na última segunda-feira (10) às 18h30, após o final do expediente do município.

“O castigo dela é ser esposa do professor João Rocha. Ela prestou serviço mais de 30 anos, recebeu prêmios e tudo mais, mas o problema vai além desta situação”, contou. Em seguida, o vereador revelou que esta não é a primeira represália que sofre por meio de familiares. O irmão, Venâncio Rocha, coordenador do projeto ABB Comunidade, desenvolvido na região do Bairro Futurista, também foi afastado do programa e convocado para retornar à sala de aula. Além disso, a sobrinha era técnica da seleção de ginástica e foi afastada da função. 

A reportagem é de Tavane Ferraresi.

Felpuda


O desgaste de antigas lideranças nacionais, com reflexo em nível local, é a maior preocupação dos dirigentes de partidos para as eleições deste ano, que terá reflexo em 2022. Em épocas passadas, essas figurinhas cruzavam os céus do País para visitarem os municípios e pedirem que a população votasse em seus ungidos. Agora, com pendências judiciais e poder enfraquecido, dificilmente seriam convidadas. A pandemia, que resultou no isolamento social, foi a pá de cal.