Quarta, 21 de Fevereiro de 2018

Vereador é acusado de comprar votos e pode não assumir

17 OUT 2008Por 21h:29
     

Lidiane Kober

 

O candidato a vereador Adenilson Paulo Rocha (DEM), eleito no último dia cinco de outubro, é acusado de comprar votos dentro de igrejas em Sonora. O caso chegou à delegacia do município e está na Justiça eleitoral. Ele nega as irregularidades e atesta que a primeira suplente do partido, Seyla Bonfim Oliveira (DEM), está por trás das acusações, na tentativa de derrubar o colega de chapa para ficar com cadeira na Câmara Municipal.

Na última quarta-feira, o juiz da 26º zona eleitoral, Anderson Royer, ouviu os envolvidos na denúncia. Ele deve emitir o parecer sobre o caso na próxima semana. Adenilson corre o risco de não ser diplomado como vereador, no dia primeiro de janeiro de 2009. Caso a sentença for negativa para o candidato, ele poderá recorrer ao Tribunal Regional Eleitoral de Mato Grosso do Sul (TRE-MS).

Leia Também