Domingo, 25 de Fevereiro de 2018

Vereador do interior do Estado perde cargo, por infidelidade partidária

8 JUL 2008Por 08h:41
     

        O TRE-MS decretou no final da tarde de ontem (7) a perda do cargo por infidelidade partidária sem justa causa da Vereadora de Glória de Dourados, Lucinéia Marinho de Oliveira, que se desfiliou no DEM e ingressou no PR. A defesa argumentava que Lucinéia saiu do partido por desvio de programação partidária, o que levou a agremiação a perder representatividade no município. O relator do processo, o Desembargador Elpídio Helvécio Chaves Martins rejeitou o argumento, já que não ficou provada a mudança na programação partidária. Além disso, a Vereadora não teria feito nada para mudar a situação do partido. O voto do relator foi acompanhado por unanimidade pela corte.

         

Leia Também