Domingo, 25 de Fevereiro de 2018

Verdão enfrenta o Bragantino de olho em outra competição

6 FEV 2010Por 12h:00
     

        Da redação

        Muricy Ramalho já admitiu que não contará com o time de seus sonhos na estreia da Copa do Brasil, na próxima quarta-feira, contra o Flamengo-PI, em Teresina. Com problemas, o treinador deve usar o jogo deste domingo contra o Bragantino, às 17 horas (Brasília), em Bragança Paulista, para corrigir os constantes erros e acertar detalhes antes do início da competição nacional.
        Vencer é fundamental para que o clima que já não é dos melhores no Palestra Itália piore antes da viagem para o Piauí - o time embarca na manhã de terça. Sem vencer há dois jogos, o elenco palmeirense sofre com a irritação da torcida. Primeiro, foi a derrota para o rival Corinthians (1 a 0), que atuou com um jogador a menos praticamente a partida inteira - Roberto Carlos foi expulso logo no começo. O último ato de um roteiro repleto de vaias foi no empate com a Portuguesa, na quinta, num Palestra Itália com pouco mais seis mil inconformados torcedores.
        Neste domingo, em Bragança Paulista, Muricy vai ter a volta de Cleiton Xavier. O meia, suspenso contra a Lusa, retorna para armar as jogadas. Léo continua machucado e a zaga será formada por Danilo e Gualberto.
        Danilo, aliás, é um dos jogadores que mais se irritam com os tropeços alviverdes. Já reclamou da falta de jogadores - a diretoria promete, mas até agora não reforçou a equipe - e afirmou na sexta que o Palmeiras é superior ao Bragantino. Mas sabe que a situação do seu time não anda boa.
        "Estamos indo para a sexta rodada e não estamos entre os quatro", lamentou. "Ainda tem tempo para se ajustar no Paulista. Mas a Copa do Brasil é mata-mata. É preciso atenção para não sermos surpreendidos", alertou, já com o pensamento na partida de quarta.
        O zagueiro admite que o Palmeiras não teve a preparação ideal na pré-temporada, pelo pouco tempo de treino, e afirma que São Paulo e Corinthians estão melhores preparados pelo fato de os jogadores terem descansado em algumas rodadas. "Não tivemos um rodízio (de atletas), que seria interessante".
        Sincero, Danilo diz que o Palmeiras ainda precisa melhorar muito para ganhar a total confiança do torcedor. "Já tivemos evolução no passe e na marcação, mas é pouco. Foram apenas seis jogos e não estamos prontos. Só vamos adquirir (ritmo) durante a temporada".
        Armero, bastante criticado pelos torcedores, deve seguir na lateral esquerda. Se preferir, Muricy pode optar pela entrada de Eduardo ou Wendel.  (do Estadão)
        

Leia Também