sábado, 21 de julho de 2018

Estatística

Vendas de produtos piratas alcançam 21,7%

7 OUT 2010Por ADRIANA MOLINA01h:00



A Federação do Comércio de Mato Grosso do Sul (Fecomércio-MS) está fazendo campanha de combate à pirataria, pensando no Dia das Crianças, que deve movimentar no comércio clandestino cerca de R$ 3,8 milhões até o próximo dia 12 na Capital. O volume representa 21,7% do total esperado para o período com a venda de presentes no comércio de Campo Grande, de R$ 17,5 milhões.
Segundo a entidade, que conta com o apoio da Junta Comercial de Mato Grosso do Sul (Jucems) na ação, a venda de produtos pirateados “trava concorrência desleal com os empresários que estão legalmente estabelecidos e recolhendo seus impostos”. Pesquisa de intenção de compras para o Dia das Crianças, da Fecomércio em conjunto com o Núcleo de Estudos e Pesquisas Econômicas e Sociais (Nepes Uniderp/Anhanguera), apontou que o Camelódromo e as feiras da cidade são opções de local de compras para 22% dos adultos entrevistados, que pretendem comprar presentes para a  data.
O consultor sindical da federação, Fernando Camilo, diz que a preferência de quase um quarto dos  consumidores desperta preocupação. “Se faz necessário acelerar o processo de formalização”, defende. Quanto à pirataria, o consultor ressalta que as ações da polícia têm ajudado a diminuir o problema, com o volume de apreensão cada vez maior. “A tendência é reduzir isso até chegarmos a uma posição sustentável”, avalia.

Leia Também