Campo Grande - MS, domingo, 19 de agosto de 2018

2011

Vendas de material vão crescer menos

25 ABR 2011Por INFOMONEY00h:01

O faturamento das vendas de material de construção no Brasil em 2011 deve crescer menos que o previsto, informou na semana passada a Abramat (Associação Brasileira da Indústria de Materiais de Construção), ao divulgar os dados de março e do primeiro trimestre.

A entidade estima que o crescimento nas vendas deve ser de 7%. A projeção anterior era de aumento de 9%. Mesmo assim, segundo nota da Abramat, "o crescimento médio sustentado nos últimos meses reflete a tendência de menutenção do crescimento do setor de construção civil neste ano, que está apoiado na manutenção da desoneração do IPI dos materiais até dezembro, no avanço das obras já iniciadas dos Programas Minha Casa Minha Vida 1 e 2 e do PAC, e na expansão de 29% nos recursos para o crédio imobiliário".

"Isso não significa que o desempenho será ruim, visto que a indústria de materiais recuperou o desempenho do período pré-crise", explica o presidente da Abramat, Melvyn Fox. "O setor continuará crescendo, mas em níveis que acompanharão o desenvolvimento da economia brasileira", acrescenta.

Março
As vendas de materiais de construção no mercado interno, em março deste ano, caíram 5,82% em relação ao mesmo mês de 2010.

No acumulado do trimestre, a alta é de 1,77%. Já no confronto com o mês anterior, o faturamento teve alta de 4,12%.

Para o presidente da Abramat essa queda reflete o número reduzido de dias úteis no período, com a realização tardia do feriado de Carnaval. “Vale ressaltar que o mês de março do ano passado serve como base de comparação elevada, já que foi o melhor resultado do primeiro semestre de 2010”, lembra Fox.

Materiais de base e acabamento
O faturamento com as vendas de materiais básicos teve alta de 7,11% em março, na comparação com fevereiro deste ano. Na comparação com março de 2010, houve queda de 7,29%. Somados os últimos 12 meses, houve expansão de 5,55%.

Quanto aos materiais de acabamento, o levantamento apontou queda de 1,18% na comparação com fevereiro. No confronto com o terceiro mês do ano passado, as vendas cairam 2,84%, enquanto nos últimos 12 meses houve expansão de 12,39%.

Empregos
Já o número de empregados na indústria de materiais apresentou alta de 7,09% em março deste ano, na comparação com o mesmo mês do ano passado. Em relação a fevereiro deste ano, o crescimento verificado foi de 1,11%.
Na indústria de materiais básicos, o número de empregados em março cresceu 7,67% ante o mesmo período de 2010. Em relação a fevereiro deste ano, houve alta de 1,46%.

Já na indústria de materiais de acabamento, o número de funcionários em março avançou 5,91% em relação ao mesmo mês de 2010. Na comparação com fevereiro, houve aumento de 0,39%.
 

Leia Também