Fale conosco no WhatsApp

Por sua segurança, coloque seu nome e número de celular para contatar um assessor digital por Whatsapp.

Vendas de material crescem 20% no País

12 MAI 10 - 00h:12
São Paulo

As vendas de materiais de construção que tiveram o IPI (Imposto sobre Produtos Industrializados) reduzido aumentaram 20% nos últimos 12 meses, informou ontem a Anamaco (Associação Nacional dos Comerciantes de Material de Construção), entidade que representa as 138 mil lojas de material de construção no País.
A redução do IPI completou um ano no último dia 1º de abril e está em vigor até o final de 2010. “Iniciamos 2009 com uma retração nas vendas de 12% no primeiro bimestre e só começamos a melhorar esse índice depois que a desoneração foi implementada”, disse Cláudio Elias Conz, presidente da Anamaco.
Segundo a entidade, a desoneração reduziu os preços dos produtos em torno de 8,5%. “Quem sentiu mais os efeitos da medida foram os consumidores de menor poder aquisitivo, que geralmente fazem mais pesquisas de preço e optam pelos produtos mais em conta. Para quem estava construindo uma casa popular [em torno de R$ 40 mil], o benefício significou economia de aproximadamente R$ 1,5 mil ou a construção de um banheiro”, completa.
Entre os produtos desonerados, houve maior procura por cimento, que teve crescimento de 25% no volume de vendas nos últimos 12 meses. Em seguida aparecem as tintas (23%), revestimentos cerâmicos (19%), argamassas (15%) e metais sanitários (12%).
Vendas gerais
Segundo a Anamaco, o varejo de material de construção apresentou crescimento de 4,3% em abril sobre o mês de março de 2010. Já na relação abril de 2010 sobre abril de 2009, as vendas foram 7% superiores.
No acumulado do ano, o setor teve 8% de aumento de volume de vendas sobre o mesmo período do ano passado. No acumulado dos últimos 12 meses, o crescimento é de 4,5%.
O varejo de material de construção fechou o ano de 2009 com crescimento de 4,2% sobre 2008 e faturamento histórico de R$ 45,04 bilhões. A entidade prevê para 2010 um crescimento de 10% sobre 2009.
Esse artigo foi útil para você?
Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Leia Também

Delegacia da Capital passa a atender em novo endereço a partir desta quarta-feira
FIQUE ATENTO!

Delegacia da Capital passa a atender em novo endereço a partir desta quarta-feira

CCJ da Câmara adia votação da PEC da segunda instância
BRASÍLIA

CCJ da Câmara adia votação da PEC da segunda instância

Porto Murtinho entra em situação de emergência por conta de erosão em barragem
DECRETO

Porto Murtinho entra em emergência por conta de barragem

Estados discutem mudanças em regras para cobrança do ICMS
TRIBUTO

Estados discutem mudanças em regras para cobrança do ICMS

Mais Lidas

Gostaria-mos de saber a sua opinião