Sábado, 16 de Dezembro de 2017

Fenabrave

Vendas de carros novos diminuem 11,7%

4 FEV 2014Por dgabc.com.br10h:15

As vendas de veículos zero-quilômetro no País recuaram em janeiro. Incluídos automóveis, comerciais leves, caminhões e ônibus, foram licenciadas 312.619 unidades no mês passado, o que significou queda de 11,7% ante o total de emplacamentos de veículos novos em dezembro, de acordo com dados da Fenabrave (Federação Nacional da Distribuição de Veículos Automotores).

A retração já era esperada pelos representantes do setor. Isso porque, além de o consumidor poder contar com o tradicional recurso do 13º salário para ir às compras, o início de ano é período tradicionalmente mais fraco por causa das férias.

Havia ainda a expectativa de corrida às lojas, entre outros fatores, pela retirada do desconto do IPI (Imposto sobre Produtos Industrializados). A alíquota para carros 1.0 subiu de 2% para 3% neste ano e permanecerá nesse patamar até junho. Outro fator foi a prevista elevação de preços por causa da norma do Contran (Conselho Nacional de Trânsito), que exigiu airbag e ABS para todos os carros produzidos a partir de 2014.

O presidente da Fenabrave, Flavio Meneghetti, assinala, porém, que as concessionárias tiveram, em janeiro, resultados melhores do que os do mesmo mês de 2013. Isso ocorreu porque muitas lojas ainda contavam com estoques de veículos já faturados junto às montadoras, com o desconto anterior do tributo. Para Meneghetti, esse foi um fator relevante ao crescimento de 0,98% nas vendas de automóveis e comerciais, por esse comparativo. Somando também caminhões e ônibus, a alta foi de 0,4%.

Para o vice-presidente da Ford para a América do Sul, Rogelio Golfarb, essa foi uma notícia positiva. “O estoque com o IPI antigo motivou as compras”, afirmou.

Gerentes de concessionárias esperam melhora ou, pelo menos, empate em fevereiro em relação ao mês anterior, entre outros motivos, porque o consumidor pode aproveitar os últimos carros em show-room com o imposto menor. “Ainda tenho 20% do estoque com carros faturados em dezembro”, afirmou Marcos Capuano, de revenda Chevrolet em São Caetano. Para Edneia Vedovatto, de loja Volkswagen em São Bernardo, o novo popular da marca, o up!, que está chegando agora ao mercado, também deve ajudar a atrair mais clientes à loja.

CAMINHÕES

As vendas de caminhões e ônibus sentiram o forte impacto da interrupção na linha de financiamento do PSI-Finame, do BNDES (Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social), que só voltou a operar no fim de janeiro. O primeiro segmento teve queda de 25% e, o segundo, de 40% no mês passado ante dezembro. “Agora (em fevereiro) devem se recuperar com a retomada do PSI”, afirmou Golfarb.

NOVO MODELO

A Ford apresentou ontem à imprensa o novo Ka sedã, que deverá ser lançado oficialmente ainda neste ano (a data não foi revelada). O modelo, que será fabricado em Camaçari (na Bahia), vai se juntar ao novo Ka hatch, na briga da montadora para se fortalecer no mercado de carros compactos. “No Brasil, o segmento representa mais de 70% do mercado”, afirmou Golfarb.

Leia Também