BRASIL/MUNDO

Venda de motos ao consumidor cai 23%

Venda de motos ao consumidor cai 23%
09/02/2010 08:44 -


O setor de duas rodas fechou janeiro com 124.548 motocicletas vendidas à rede de concessionárias, alta de 21,8% sobre dezembro (102.260). Em relação a janeiro de 2009, vê-se um avanço de 18,8%, segundo dados da Associação Brasileira dos Fabricantes de Motocicletas, Ciclomotores, Motonetas, Bicicletas e Similares (Abraciclo). Porém, as vendas ao consumidor caíram 23,2%. Nos últimos meses, o segmento foi beneficiado pela implantação de algumas medidas de incentivo oferecidas pelo governo federal. Com relação à produção, atingiu 127.778 unidades em janeiro, com 57,7% de aumento sobre dezembro, período de férias coletivas do setor, quando 81.035 unidades saíram das linhas de montagem do Polo Industrial de Manaus. Comparando-se com janeiro de 2009, houve um acréscimo de 57,7%. “Apesar dos números positivos nas vendas para a rede de concessionárias e na produção, é preciso levar em consideração uma queda de 23,2% nas vendas ao consumidor final, em relação a dezembro do último ano”, diz a Abraciclo, em nota. Em janeiro, 2.332 motos foram exportadas. Isso significa decréscimo de 55,1% em relação ao mesmo mês do ano passado e queda de 67,5%, se comparado a dezembro de 2009.
smaple image

Fique por dentro

Fique sempre bem informado com as notícias mais importantes do MS, do Brasil e do mundo, direto no seu e-mail.

Quero Receber

Felpuda


Princípio de "rebelião" política no interior de MS, fomentada por grupo interessado em tomar o poder, não prosperou. Quem deveria assumir o "comando da refrega", descobriu que, além da matemática ser ciência exata, há "prova dos nove". Explica-se: é segunda suplente, pois não conseguiu votos necessários nas últimas eleições, mas assumiu o cargo porque a titular licenciou-se, assim como o primeiro suplente. Caso contrarie a cúpula, seria aplicada a tal prova e, assim, "noves fora, nada".