Sábado, 17 de Fevereiro de 2018

INCÊNDIO

Veículo é queimado e dono suspeita de ação criminosa

12 NOV 2010Por Vânya Santos00h:00

Um veículo Fiat Uno foi queimado, por volta das 14h50min de ontem, no cruzamento da Avenida Noroeste com Rua Barão do Rio Branco, região central de Campo Grande, ao lado da Pensão Pimentel. De acordo com equipe do Corpo de Bombeiros, há indícios de que o incêndio tenha sido criminoso.

O dono do carro, Fábio de Farias Ferreira, de 22 anos, contou para a polícia que suspeita de uma pessoa e que os dois teriam se desentendido por questões referentes ao comércio ambulante no centro da Capital.

O Uno ficou totalmente destruído. O fogo se espalhou rapidamente e também destruiu a lateral direita de um veículo Voyage e chamuscou a lateral esquerda de um Ford Ka. Conforme os socorristas, populares tiveram que quebrar os vidros do Ford Ka para retirá-lo do local, impedindo que ele fosse completamente queimado. Na ocasião, vários carros estavam estacionados um ao lado do outro.

O vendedor Aureliano Alcântara, de 55 anos, contou que estacionou o Voyage para pagar algumas contas e, quando voltou para buscar o carro, se deparou com o cenário de destruição. “Se der, vou arrumar o carro”, garantiu.

Duas equipe dos Bombeiros demoraram pouco menos de 10 minutos para apagar as chamas. Para isso, foi necessária a utilização de aproximadamente 400 litros de água. Militares do 1º Batalhão de Polícia preservaram o local até a chegada da perícia, que foi acionada para tentar identificar qual produto inflamável foi usado para dar início ao incêndio. Ninguém ficou ferido e o crime será investigado pela 1ª Delegacia de Polícia.

Outros casos
Pelo menos cinco carros foram queimados em Campo Grande em pouco mais de 30 dias. O primeiro caso ocorreu na tarde do dia 9 de outubro, quando uma família foi mantida refém por quatro homens armados e encapuzados. Os bandidos roubaram R$ 20 mil em cheques, aparelhos celulares, roupas, televisão e fugiram num veículo Gol, da família. Depois de ter sido utilizado na fuga, o carro foi abandonado e queimado numa rua do Bairro Novo Século.

Outro Gol foi roubado de um senhor de 61 anos, na madrugada de 10 de outubro, no distrito de Indubrasil. O veículo foi roubado da garagem de um chacareiro e incendiado a cerca de 200 metros da propriedade. A polícia acredita que os criminosos tenham queimado o carro porque não conseguiram dar partida.

Na madrugada de 11 de outubro, uma caminhonete C20 foi incendiada na Rua Serra das Araras, Bairro Jardim Talismã. À época, a polícia suspeitava que o ato havia sido criminoso, já que um dos vidros foram quebrados antes do início das chamas. O veículo estava estacionado em frente a residência do proprietário, que tinha saído em outro carro.

Um casal foi abordado na noite do último domingo quando chegava à residência de um parente, no Bairro Jardim Leblon. Ao todo, cinco pessoas foram feitas reféns por cerca de nove horas. Um Fiat Pálio e uma caminhonete Toyota Hilux foram levados pela quadrilha, sendo que o Pálio foi encontrado, por populares, incendiado no Bairro Joquey Clube na segunda-feira de manhã, enquanto a caminhonete foi levada para a Bolívia.

Leia Também