Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

EM FUGA

Veículo de luxo de traficante capota e pega fogo

Veículo de luxo de traficante capota e pega fogo
18/01/2014 12:15 - Gabriel Maymone


Ao tentar fugir do Departamento de Operação de Fronteira (DOF) um carro carregado com maconha capotou e pegou fogo, na madrugada deste sábado (18), em Amambai (MS). As informações são do Gazeta News.

De acordo com a Polícia Civil de Amambai, que assumiu as investigações do caso, ao se deparar com uma barreira do DOF, na rodovia MS-156, trecho que liga Amambai a Caarapó, o condutor do veículo Mitsubishi Outlander teria realizado uma manobra brusca e fugido em direção a Amambai.

Momentos depois, o carro foi encontrado em chamas nas proximidades da cidade.

De acordo com a polícia, após cruzar parte da cidade, o veículo teria seguido por alguns quilômetros pela MS-386, sentido Amambai a Ponta Porã, e entrado em uma estrada vicinal. O condutor teria perdido o controle do Outlander em uma curva e capotado o veículo, que pegou fogo.

A polícia ainda não sabe se o carro pegou fogo durante a capotagem ou se foi incendiado propositalmente pelo traficante em fuga.

De acordo com o DOF, ao lado do veículo foram encontrados alguns tabletes de maconha, que depois de pesados totalizaram 4,7 quilos da droga e no interior do veículo incendiado foram localizados fundos falsos, os chamados “mocós”, onde havia mais tabletes da droga escondidos.

Segundo a polícia, praticamente todo o entorpecente foi queimado junto com o veículo que ficou completamente destruído.

Uma equipe da 3ª Companhia Independente de Polícia Militar, com sede em Amambai, prestou apoio ao Departamento de Operações de Fronteira durante a ação policial.

Felpuda


Tudo indica que o MDB não conseguiu convencer o PSDB de iniciar namoro com vistas a casamento nas eleições, e a ideia teria sido descartada. Os tucanos demonstraram que o problema deles não é o cargo: os emedebistas ofereceram a vaga de vice na disputa à Prefeitura de Campo Grande, a mesma cobiçada pelos tucanos, mas na chapa do PSD do atual prefeito. A questão, politicamente falando, seria, digamos, o oferecido “noivo”. Afe!