CORREIOS

Vazamento de substância mobiliza bombeiros

Vazamento de substância mobiliza bombeiros
15/01/2014 00:00 - DA REDAÇÃO


Funcionários do Centro de Triagem dos Correios em Campo Grande interceptaram ontem um carregamento de cloreto de tionila (substância altamente tóxica e letal) postado irregularmente, com destino à Universidade de Brasília (UNB), no Distrito Federal. Dois funcionários passaram mal após inalar o produto e foram atendidos na Santa Casa, segundo reportagem na edição de hoje (15) do jornal Correio do Estado.

Os bombeiros montaram uma operação especial, que durou pelo menos duas horas, para a remoção da substância. A descoberta aconteceu no início da tarde, quando um forte odor exalou da caixa de papelão, onde estavam os três frascos de vidro com um litro do cloreto de tionila cada.

A equipe do setor de segurança dos Correios imediatamente foi chamada e, após análise preliminar, barrou a postagem da encomenda. Devido à toxicidade do produto, os frascos foram levados para o pátio da agência até a chegada dos bombeiros.

A Polícia Federal esteve no local e vai investigar o vazamento. A substância cloreto de tionila, que era transportada ilegalmente, é utilizada na indústria farmacêutica, agroquímica e até mesmo para o refino de drogas ilícitas. A reportagem é de Rafael Bueno.

smaple image

Fique por dentro

Fique sempre bem informado com as notícias mais importantes do MS, do Brasil e do mundo, direto no seu e-mail.

Quero Receber

Felpuda


Princípio de "rebelião" política no interior de MS, fomentada por grupo interessado em tomar o poder, não prosperou. Quem deveria assumir o "comando da refrega", descobriu que, além da matemática ser ciência exata, há "prova dos nove". Explica-se: é segunda suplente, pois não conseguiu votos necessários nas últimas eleições, mas assumiu o cargo porque a titular licenciou-se, assim como o primeiro suplente. Caso contrarie a cúpula, seria aplicada a tal prova e, assim, "noves fora, nada".