Sexta, 23 de Fevereiro de 2018

Vaticano vai interceder por iraniana condenada à morte

5 SET 2010Por 21h:15
     O Vaticano declarou hoje (5) que está acompanhando com atenção o caso da iraniana Sakineh Mohammadi Ashtiani, condenada à morte por apedrejamento. De acordo com o diretor da Sala de Imprensa da Santa Sé, padre Federico Lombardi, o Vaticano vai interceder pelos ?canais diplomáticos?. As informações são da Rádio Vaticano.

 

?A posição da Igreja contrária à pena de morte é conhecida e o apedrejamento é uma forma particularmente brutal?, disse Lombardi, em resposta às perguntas de jornalistas enviada.

 

Segundo o porta-voz do Vaticano, quando há pedidos de intervenções em questões humanitárias, a Santa Sé usa seus canais diplomáticos e não intervém publicamente.

 

Sakineh Mohammadi Ashtiani, 43 anos, foi condenada sob acusação de manter relações sexuais com dois homens após ter ficado viúva. A pena aplicada foi a de morte por apedrejamento.

 

O caso ganhou repercussão internacional. O governo brasileiro propôs oficialmente que dar asilo à mulher.. Porém, o presidente iraniano Mahmoud Ahmadinejad disse não ver necessidade de tal medida. Segundo ele, as autoridades do Poder Judiciário iraniano também rejeitaram o pedido brasileiro.

Leia Também