Quarta, 21 de Fevereiro de 2018

Vaticano estuda relação da teoria de Darwin na ciência e teologia

1 MAR 2009Por 20h:30
     

Da Redação

Professores e cientistas brasileiros acompanharão a distância, mas com muito interesse, os debates que o Pontifício Conselho da Cultura promoverá na Universidade Gregoriana sobre a evolução biológica, por ocasião dos 150 anos da publicação de "A Origem das Espécies", de Charles Darwin.

Preparada durante os últimos dois anos pelo Vaticano, a "Conferência Internacional Evolução Biológica: Fatos e Teorias" reunirá, de terça-feira a sábado, pesquisadores católicos e agnósticos para uma discussão sobre as implicações da teoria darwiniana na ciência e na teologia.

"Não se trata de uma celebração em homenagem ao cientista inglês, mas sim de refletir sobre a dimensão de um acontecimento que marcou a história da ciência e influiu sobre a maneira de compreender a nossa humanidade", observou o jesuíta Marc Leclerc, professor de Filosofia da Natureza da Gregoriana e diretor da conferência.

        Criação e evolução, tema sempre em pauta quando se estuda Darwin à luz dos relatos da Bíblia, serão debatidas em níveis diferentes, sem confusão entre o plano científico e as questões ligadas à fé ou à religião.

Leia Também