Campo Grande - MS, sábado, 18 de agosto de 2018

COPA BRASIL

Vasco elimina Atlético e salva honra carioca

12 MAI 2011Por TERRA22h:09

Donos dos últimos dois títulos brasileiros com Flamengo e Fluminense, os cariocas quase ficaram sem representantes nas mais importantes competições do primeiro semestre. O Vasco impediu que isso acontecesse nesta quinta-feira. Em São Januário, arrancou empate por 1 a 1 com o Atlético-PR e, por ter conseguido um 2 a 2 em Curitiba, garantiu classificação à semifinal da Copa do Brasil.

Antes desta quinta-feira, o Fluminense já havia sido eliminado da Copa Libertadores, sendo derrotado pelo Libertad, apesar de uma emocionante classificação na primeira fase. Flamengo e Botafogo foram surpreendidos na Copa do Brasil: o primeiro caiu na quarta-feira, diante do Ceará, enquanto o outro saiu ainda nas oitavas de final, perante o Avaí. O Vasco salvou a honra carioca.

O time criou muito mais chances que o Atlético-PR, mas foi surpreendido por ótimo passe de Madson para Nieto aos 28min do segundo tempo. O gol do atacante deixou os vascaínos nervosos, mas Elton, pelo alto, de cabeça, igualou tudo aos 34min e garantiu a vaga. O Atlético-PR, agora, passa a focar a estreia no Campeonato Brasileiro, já não tem mais chances no Campeonato Paranaense.

O Vasco, que também não obteve êxito no Estadual, espera a definição de seu adversário na semifinal da Copa do Brasil. O rival sairá do duelo entre Avaí e São Paulo, na Ressacada, em Florianópolis. No jogo de ida, o time paulista venceu por 1 a 0. Por isso, pode até empatar. Se os catarinenses repetirem o placar, a decisão sairá nas cobranças de pênalti.

O jogo

Com a vantagem de se classificar até com empate por 1 a 1, a torcida em peso jogando a favor em São Januário e o time completo, o Vasco bem que poderia ter optado por fazer um jogo comedido, sem riscos. Para a alegria de seu torcedor, no entanto, a equipe de Ricardo Gomes partiu para cima e pressionou o Atlético-PR desde os primeiros minutos, criando boas chances especialmente com Bernardo.

No entanto, foi do time curitibano a melhor chance da primeira etapa: aos 30min, Branquinho lançou Guerrón, que tirou Fernando Prass da jogada com o primeiro toque e, desequilibrado e sem ângulo, não conseguiu tocar para o gol vazio. No restante do tempo, o Vasco foi o mandante das ações. Algumas vezes foi barrado pelo goleiro Felipe Rocha, como aos 13min, em chute de Diego Souza dentro da área.

O camisa 1 atleticano ainda espalmou cobrança de falta de Bernardo aos 36min e bom chute de Éder Luis aos 38min, além de defender em dois tempos uma forte finalização de Felipe Bastos, aos 42min. Quando Felipe Rocha não foi suficientemente rápido, foi salvo pela trave. Aos 37min, Bernardo cobrou escanteio e quase fez gol olímpico: a bola explodiu na trave, e nenhum vascaíno aproveitou a sobra.

No segundo tempo, o Atlético-PR melhorou de desempenho com a entrada de Nieto e Madson, mas não conseguiu impedir a rápida movimentação do Vasco. O time anfitrião teve problemas de finalização. E, em um descuido de marcação aos 28min, acabou levando um surpreendente gol. Madson tocou em profundidade para Nieto, que tocou por baixo de Fernando Prass depois de invadir a área.

O gol desesperou os vascaínos, que partiram de vez para cima do Atlético-PR. Elton tentou mostrar raça e se chocou violentamente com Renan Rocha em disputa pelo alto dentro da grande área. O lance irritou os jogadores do Atlético-PR, que iniciaram tumulto. Pouco depois, o jogador usou a mesma tática para ganhar pelo alto em cruzamento de Fagner e empatar o confronto, garantindo a classificação.

O Atlético-PR ainda teve chance impressionante aos 42min, quando Paulo Baier aproveitou sobra na área e, sem ângulo, conseguiu tocar por cima de Fernando Prass. A bola estava indo em direção ao gol quando Nieto deslocou Dedé na ânsia de completar para as redes e fez falta de ataque. O jogo foi nervoso até o fim, mas o Vasco conseguiu garantir o empate de forma sofrida.

Se no jogo de ida foi o Atlético-PR quem alimentou esperanças ao arrancar um 2 a 2 na Arena da Baixada, desta vez foi o Vasco que testou o coração do seu torcedor: sofreu até o final, mas com o 1 a 1, vai se manter na briga pela conquista da Copa do Brasil e da vaga à próxima edição da Copa Libertadores.

Leia Também