Fale conosco no WhatsApp

Por sua segurança, coloque seu nome e número de celular para contatar um assessor digital por Whatsapp.

Valter admite apoiar José Orcírio depois de sair do PMDB

13 ABR 10 - 21h:39
Lidiane Kober

Um dos fundadores do PMDB em Mato Grosso do Sul, o senador Valter Pereira pretende se filiar ao PSB até o fim do mês e apoiar a pré-candidatura do ex-governador José Orcírio dos Santos (PT) à sucessão estadual. A mudança de posição do senador se deve à insatisfação com o uso da máquina do governo para derrotá-lo nas prévias do partido, que escolheu o deputado federal Waldemir Moka para concorrer ao Senado.

O governador André Puccinelli (PMDB) tentou dissuadir o senador da ideia de trocar o PMDB pelo PSB. Puccinelli lhe propôs, inclusive, apoio à disputa por uma vaga de deputado federal. O senador não aceitou. Ele prefere ficar sem mandato no PSB e apoiar José Orcírio, principal rival de André, para governador.

“As conversas (com o PSB) realmente estão bem adiantadas e, se me filiar, serei escravo do partidarismo tal qual sou no PMDB”, declarou Valter. Antes de decidir, o senador quer ouvir os correligionários, mas, até o final do mês, ele promete tomar uma posição definitiva.

O namoro de Valter com o PSB iniciou-se no ano passado, quando começou a disputa para representar o PMDB na eleição para o Senado. No período, a relação do parlamentar com o seu partido se deteriorou de vez. O mal-estar foi resultado da insatisfação com a interferência do governador André Puccinelli nas prévias do PMDB.

Derrotado, Valter se isolou para “esfriar a cabeça” e decidir seu futuro político. O primeiro sinal de revanche do senador contra o PMDB se deu ao deixar transparecer o desejo de engajar-se na eleição dos adversários de Moka na disputa pelo Senado. Daí o interesse em se desligar do PMDB para apoiar as candidaturas do deputado federal Dagoberto Nogueira (PDT) e do senador Delcídio do Amaral (PT) ao Senado.

No entanto, antes o PSB precisa formalizar a aliança com José Orcírio. Até o momento, o partido ainda não definiu qual candidato à sucessão estadual vai apoiar nas eleições deste ano. Por enquanto, o presidente regional da sigla, Sérgio Assis, mantém conversas tanto com José Orcírio quanto com Puccinelli. Em 2006, Assis foi candidato a vice-governador, na chapa do senador Delcídio do Amaral.
Esse artigo foi útil para você?
Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Leia Também

Considerada cidade do algodão, Chapadão do Sul comemora 32 anos de emancipação
FELIZ ANIVERSÁRIO

Considerada cidade do algodão, Chapadão do Sul comemora 32 anos de emancipação

Diretor de presídio federal diz que Name não precisa de ajuda
CRIME ORGANIZADO

Diretor de presídio diz que Name não precisa de ajuda

STF retoma julgamento sobre prisão após condenação em 2ª instância
BRASÍLIA

STF retoma julgamento sobre prisão após condenação em 2ª instância

Deputados cobram vistoria <br>contra incêndio em hospitais
RISCOS

Deputados cobram vistoria contra incêndio em hospitais

Mais Lidas

Gostaria-mos de saber a sua opinião