terça, 17 de julho de 2018

Vale enfrenta problemas com vazamento de ácido na Nova Caledônia

10 ABR 2009Por 16h:00
     

        

 

A atividade da usina de níquel da brasileira Vale-Inco na Nova Caledônia, em fase de testes, foi temporariamente suspensa após um vazamento poluente de ácido que atingiu uma zona próxima a um recife de corais inscrito no Patrimônio da Humanidade da Unesco.

 

A província sul ordenou nesta sexta-feira a suspensão, por um período que pode ir de seis a oito semanas, de 80% das instalações da usina hidrometalúrgica de níquel. As autoridades também obrigaram o grupo siderúrgico a depositar a soma de 126.000 euros correspondente ao valor dos trabalhos que seriam realizados no local.

 

Em 1º de abril, um incidente técnico provocou o vazamento de ao menos 2.500 litros de ácido sulfúrico concentrado a 98% em um rio. A província sul deu em seguida quatro dias à empresa brasileira para realizar estes trabalhos, com garantias de segurança, mas este prazo não foi respeitado.

 

Com informações do G1

Leia Também