Fale conosco no WhatsApp

Por sua segurança, coloque seu nome e número de celular para contatar um assessor digital por Whatsapp.

Campo Grande - MS, sábado, 20 de outubro de 2018

Recuperação

Vale anuncia que vai retomar seus investimentos

20 JAN 2010Por DA REDAÇÃO04h:10
A Vale projeta retomar em 2010 os níveis de venda que eram observados em 2008, disse ontem o diretor de ferrosos da mineradora, José Carlos Martins. Segundo ele, dependendo da produção da companhia, as vendas totais da Vale podem até superar os 280 milhões de toneladas verificados há dois anos. Em Corumbá, as duas unidades da Vale exploram silício e manganês, setores que apresentaram retração em 2009. Os resultados negativos contribuíram para a queda de 63% nas exportações da cidade no ano passado. As vendas da mineradora em 2009 foram fortemente afetadas pela menor demanda dos mercados de países desenvolvidos, pri ncipa lmente europeus. Por outro lado, a China contribuiu para que a queda não fosse ainda maior. A elevação na demanda chinesa fez com que as exportações da Vale para o país asiático atingissem níveis recordes em 2009. De janeiro a setembro, foram 110 milhões de toneladas de minério. “Em 2010, a gente pretende operar no limite da capacidade. Se não tivermos nenhum fator adverso, de natureza, esperamos operar nossa capacidade de produção, que é em torno de 300 milhões de toneladas”, afirmou Martins, em coletiva sobre a Expo Xangai 2010. O executivo destacou que já é notada uma recuperação na demanda mundial. Em função disso, lembrou que a Vale voltou a contratar – demitiu após o agravamento da crise, no final de 2008. “Toda a cadeia de mineração está num processo de recontratação. A gente tem feito a lgumas recontratações”, observou. China A Vale vai participar da Expo Xangai 2010, que começa no dia 1º de maio e terá duração de seis meses. São esperados pelo menos 70 milhões de visitantes, dos quais 10% deverão passar pelo estande brasileiro. O governo espera incrementar ainda mais as exportações para a China por meio da feira. Após a crise, os chineses tomaram o posto dos Estados Unidos como o maior importador de produtos brasileiros. No ano passado, as vendas externas para o país asiático totalizaram US$ 20 bilhões. O secretário executivo do Ministério do Desenvolvimento, Ivan Ramalho, ressaltou que em 2009 foi identificado significativo incremento nas exportações de produtos industrializados para a China, que representaram US$ 5 bilhões em receita. A Expo Xangai 2010, segundo ele, será um importante instrumento para elevar ainda mais as vendas desses produtos.
Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Leia Também