quarta, 18 de julho de 2018

Valdívia minimiza lesão e promete esforço para jogar contra o Galo

25 OUT 2010Por São Paulo (SP)16h:17
 

Depois de ver o técnico Luiz Felipe Scolari se irritar por conta de uma polêmica criada pela fibrose sentida na coxa esquerda durante a derrota no clássico para o Corinthians, neste domingo, o meia Valdívia minimizou as dores. O camisa 10 do Verdão prometeu esforços extras para poder reforçar o time na quarta-feira, em duelo pela Copa Sul-americana.

Depois de se recuperar de lesão antes do esperado e atuar no meio da semana contra o Universitário de Sucre, Valdívia começou o clássico no banco e, no segundo tempo, só pôde atuar 35 minutos. Sentiu dores no local da cicatrização da lesão, o que já era esperado, segundo Felipão. Ele se irritou ao desmentir que expôs seu atleta ao risco de se machucar novamente.

"Essa lesão de fibrose é assim, às vezes fica sem doer, às vezes aparece dor. Eu dei um tiro curto para tentar pegar uma bola e senti que começou a doer. Para não piorar, preferi sair. Não sei da onde falaram que eu sai bravo com a substituição", afirmou o atleta, que no gramado chegou a avisar que poderia continuar atuando, apesar de manifestar as dores na parte posterior da coxa.

"O fato de ele ter jogado não interferiu na gravidade da fibrose. Como ele colocou a mão na coxa e sentiu uma dor, optamos por tirá-lo", esclareceu o médico Otávio Vilhena, corroborando a lesão defendida por Felipão. Apesar do problema, Valdívia acredita que tem chances de entrar em campo na quarta-feira, no duelo de ida das quartas de final da Copa Sul-americana, contra o Atético-MG.

"É o nosso grande objetivo do ano. E por se tratar de mata-mata, não podemos vacilar. O primeiro jogo sempre é muito importante, Vou descansar e me recuperar para tentar estar em campo na quarta-feira", complementou o jogador. Apesar de sua entrada, o Palmeiras não conseguiu melhorar seu futebol e acabou derrotado por 1 a 0 pelo Corinthians, ficando ainda mais longe do G-4 do Brasileirão.

Leia Também