Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

Valdivia fica no Palmeiras até o fim da Copa do Brasil e pede para jogar domingo

Valdivia fica no Palmeiras até o fim da Copa do Brasil e pede para jogar domingo
16/06/2012 06:00 - ig


Fim do mistério, pelo menos por enquanto: o meia Valdivia fica no Palmeiras até o fim da Copa do Brasil. O chileno se reuniu nesta sexta-feira com o gerente de futebol do clube, César Sampaio, e também com o diretor jurídico, Piraci de Olveira, e anunciou que não deixará o time até o término da competição mata-mata. Ele se colocou, inclusive, à disposição do técnico Luiz Felipe Scolari já para a partida contra o Vasco, neste domingo, pelo Brasileirão.

"Apesar de ainda estar bastante abalado emocionalmente, não quero atrapalhar a equipe com essa história de que vou sair ou vou ficar, pelo contrário. Quero ajudar o Palmeiras nesta partida decisiva contra o Grêmio (pela Copa do Brasil) e também na nossa reação no Campeonato Brasileiro", disse o chileno, vítima de um sequestro relâmpago na semana passada. Nesta sexta, ele treinou na Academia de Futebol e disse ter condições de atuar por 45 minutos contra os cariocas.

"Entendemos o momento difícil do Valdivia, e chegamos a conclusão que a convivência dele com os companheiros nos treinos e jogos pode ajudá-lo a retomar as atividades normais do dia-a-dia dele", afirmou César Sampaio. Após o fim da Copa do Brasil, Valdivia fará uma nova reunião para saber se permanece no clube até o fim de seu contrato, em 2015. Seu pai, que veio ao Brasil apoiar o filho depois do sequestro, já disse que o futebol chileno não tem condições de bancar o alto salário do jogador.

Valdivia e sua esposa foram sequestrados quando estavam em uma locadora de filmes na avenida Sumaré, zona oeste de São Paulo, no dia 7 de junho. O casal ficou com o bandido por cerca de três horas e foi deixado perto do CT do Palmeiras. O incidente abalou o jogador, que voltou ao Chile e chegou a dizer que não sabia se retornaria ao Brasil. Ele se reapresentou na última terça, mas deixou sua situação indefinida. Na última quarta, o criminoso - que tem longa ficha corrida - foi preso após ser identificado em imagens de uma câmera de segurança. Na quinta, Valdivia concedeu coletiva dando detalhes do crime: disse que sua mulher foi abusada pelo bandido e que o criminoso ligou para amigos comemorando o sequestro de um famoso.

Felpuda


Em uma das eleições em MS, candidato já oficializado na convenção corria o trecho para conquistar os eleitores. Mal sabia, porém, que time do seu partido e de aliados estava tramando sua derrubada para emplacar substituto que teria mais votos. Por muito pouco, o dito-cujo não foi guilhotinado, conseguindo salvar o pescoço. Agora tudo indica que o mesmo processo estaria em andamento e seria mais fácil, pois a “vítima” desta vez ainda é só pré-candidato. Dizem que a “turma da trairagem” tem know-now no assunto.