Fale conosco no WhatsApp

Por sua segurança, coloque seu nome e número de celular para contatar um assessor digital por Whatsapp.

Campo Grande - MS, quarta, 19 de dezembro de 2018

FIM DA MÁ FASE

Valdivia brilha, Palmeiras vira e vence em Bauru

9 MAR 2011Por ESTADÃO20h:37

Em dois lances de brilhantismo de Valdivia no final, o Palmeiras finalmente conseguiu acabar com a má fase no Paulistão nesta quarta-feira. Com um jogador a mais em campo desde o início do segundo tempo, conseguiu virar sobre o Noroeste só depois dos 37 minutos do segundo tempo, vencer por 2 a 1 e conquistar o seu primeiro triunfo após três empates seguidos no estadual. De quebra, conseguiu marcar dois gols num só jogo na competição pela primeira vez desde o final de janeiro.

Se contra o Santo André o Palmeiras não conseguiu balançar as redes mesmo ficando 70 minutos com um jogador a mais, nesta quarta-feira a história foi outra. A expulsão de Matheus incentivou o time alviverde a buscar a virada e chegar a 25 pontos na classificação, momentaneamente em segundo lugar - a ultrapassagem sobre o Mirassol, porém, é definitiva nesta 12.ª rodada.

Já o Noroeste, que vinha de dois empates, voltou a tropeçar em casa e, com a vitória do São Bernardo, entrou na zona do rebaixamento, em 17.º.

O jogo

Mesmo sem Kleber, que voltou a sentir dores musculares na coxa, o Palmeiras começou o jogo em Bauru mostrando um poder ofensivo que faltou nos últimos três jogos pelo Paulistão, período em que só conseguiu marcar um gol. Logo no primeiro minuto, Adriano recebeu de Luan pela esquerda, girou, bateu bem, mas mandou para fora.

Nos minutos seguintes, o Palmeiras continuava soberano, chegando diversas vezes à área do Noroeste, sem, contudo, voltar a assustar André Luis. Exceção apenas a uma batida de falta de Luan, que botou força demais na bola, mandou direto para o gol e forçou o goleiro a defender no alto.

Depois dos 15 minutos, o Noroeste equilibrou o jogo. Diego fez boa jogada pela esquerda e tocou para Giovanni, que tentou encobrir o goleiro mas permitiu a defesa. Na cobrança ensaiada do escanteio, Ricardinho cruzou e Deola cortou. Vandinho pegou o rebote, chutou fraco, mas deu sorte de encontrar Giovanni na área. O atacante, na mesma linha que o goleiro, tocou de letra para o gol vazio e abriu o placar.

Dando espaços principalmente entre o meio-campo e a linha de defesa, o Palmeiras passou a ser dominado pelo Noroeste. Ainda assim, foi o clube alviverde que, até o final do primeiro tempo, ficou mais perto de marcar. Aos 39, Marcos Assunção bateu falta da entrada da área, encobriu bem a barreira, deixou o goleiro batido, mas mando à direita do gol.

Para a segunda etapa, Felipão voltou com duas alterações no time. Tinga, que quase não participou do jogo, deu lugar a Vinicius. Luan, que começou fazendo dupla de ataque com Adriano, deu lugar a Max Santos. As mudanças demoravam a surtir efeito, mas aí Matheus resolveu ajudar. Mesmo já com um cartão amarelo, ele atropelou Valdivia e foi expulso, ainda aos 12 minutos.

Demorou 25 minutos, mas o Palmeiras conseguiu se valer da vantagem numérica em campo. Em uma cobrança de falta na entrada da área, Valdivia aproveitou a ausência de Marcos Assunção - já substituído -, encobriu a barreira e fez um belo gol. Logo depois, o chileno voltou a desequilibrar. Fez ótima jogada pelo meio e tocou na direita para Vinícius bater firme, cruzado, e virar o jogo. Este foi o primeiro gol do jovem como profissional.

 

Ficha técnica

Noroeste 1 x 2 Palmeiras

 Noroeste - André Luis; Márcio Gabriel, Matheus, Hallison e Gleidson; Júlio Cesar, Tiago Ulisses, Ricardinho (Aleílson) e Giovanni (Gustavo); Diego (França) e Vandinho. Técnico - Lori Sandri.

Palmeiras - Deola; Cicinho, Thiago Heleno, Danilo e Gabriel Silva; Márcio Araújo, Marcos Assunção (João Vitor), Tinga (Vinicius) e Valdivia; Adriano e Luan (Max Santos). Técnico - Luiz Felipe Scolari.

Gols - Giovanni, aos 17 minutos do primeiro tempo. Valdívia, aos 37, e Vinicius, aos 40 minutos do segundo tempo.

Árbitro: Flávio Rodrigues Guerra.

Cartões amarelos - Vandinho, Matheus e Gabriel Silva.

Cartão vermelho - Matheus.

Renda e público - Não disponíveis.

Local - Estádio Alfredo de Castilho, em Bauru.

Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Leia Também