Quinta, 22 de Fevereiro de 2018

Vágner Mancini muda o Santos para voltar a vencer

4 JUL 2009Por 11h:45
     

        Da redação

        Domingos é o novo companheiro de Fabão na zaga e Robson tomou o lugar do garoto Neymar. Essas são as mudanças de Vágner Mancini no Santos para o jogo contra o Sport, de Emerson Leão, neste sábado, às 18h30, na Vila Belmiro. É mais uma tentativa do técnico para recuperar o bom futebol do time, que está sem ganhar desde o dia 31 de maio, quando derrotou os reservas do Corinthians.
        Ele nega que o zagueiro e o atacante estejam sendo castigados pelo bate-boca que travaram pela imprensa durante a semana. O defensor pediu maior participação dos meninos na marcação e Neymar ficou irritado, dizendo que estão procurando culpados pelos maus resultados e que ele jamais acusou os jogadores da defesa pelos gols que a equipe vem sofrendo.
        "Não vi nada demais no que Fabiano Eller e Neymar falaram", minimizou Mancini, nesta sexta-feira. "Robson ganhou a posição porque no clássico o time melhorou com a sua entrada. Quanto ao Domingos não posso ignorar que ele já havia jogado bem contra o Fluminense e que teve bom desempenho diante do Palmeiras. E quando está se levando muitos gols, alguma coisa tem que ser feita no setor defensivo", justificou. Outra novidade será o retorno de Léo à lateral esquerda.
        Embora jogadores e funcionários do departamento de futebol confirmem que o clima interno está ruim, com um suspeitando do outro, Mancini negou qualquer tipo de problema. "A gente se dá bem e o ambiente é bom", assegurou.
        Porém, ele não nega que a caça ao espião continua e que há muita desconfiança dentro do grupo. "Procuro utilizar o fato de maneira positiva. Agora, todos tomam mais cuidado com o que falam e ficam mais vigilantes. A qualquer momento o laranja podre ou dedo-duro será descoberto", acrescentou. O problema surgiu com o vazamento para a imprensa de duas brigas e ameaças de agressão nos vestiários, sempre com envolvimento de Fábio Costa, em poucos mais de um mês.
        Mancini procura desassociar os atos de indisciplina de Fábio Costa da queda de produção do time e da fraca campanha no Campeonato Brasileiro. "Eu acredito no Santos. Vamos voltar a vencer e ter a harmonia do Campeonato Paulista", garantiu o comandante santista. "A campanha poderia ser melhor, mas o time andou bobeando em algumas oportunidades. Deixamos de ganhar um ponto contra o Atlético Mineiro devido ao erro do juiz ao anular o gol legítimo e tivemos um bom empate com o Palmeiras, no Palestra Itália, mas, de certa forma, há equilíbrio", argumentou.
        Para Mancini, o Santos ainda procura a melhor maneira de jogar o Campeonato Brasileiro. "Essa é uma competição diferente do Campeonato Paulista. Enfrentamos 19 adversários de qualidade e vamos retomar o caminho certo, tenho certeza. E que para que isso aconteça é fundamental vencer o Sport. Nossa intenção é voltar logo para o G-4 (grupo dos clubes que se classificam para a Libertadores da América) e não sair mais de lá", concluiu o treinador santista. (informações do Estadão)

Leia Também