Fale conosco no WhatsApp

Por sua segurança, coloque seu nome e número de celular para contatar um assessor digital por Whatsapp.

Assine a Newsletter

Vacinação antiaftosa começa sábado em MS

29 ABR 10 - 06h:11
Rosana Siqueira
Cícero Faria, Dourados

Mato Grosso do Sul inicia no sábado (1º), a primeira etapa da campanha de vacinação  de bovinos contra a febre aftosa. No Estado, os pecuaristas dos municípios da região do Planalto têm até o último dia de maio para imunizar os animais com até 24 meses. Já os criadores do Pantanal (Corumbá e partes dos municípios de Miranda, Aquidauana, Rio Verde de Mato Grosso e Coxim) devem aplicar a dose em todo o rebanho até o dia 15 de junho. O rebanho de MS é estimado em 22 milhões e cabeças, segundo o Ministério da Agricultura e Pecuária.

Ao contrário da região do Pantanal (Corumbá e parte dos municípios de Miranda, Aquidauana, Rio Verde e Coxim) e do Planalto, a vacinação contra a febre aftosa na Zona de Alta Vigilância (ZAV) não tem prazo para acabar.

Nas cinco mil propriedades localizadas nas fronteiras de Mato Grosso do Sul  com o Paraguai e a Bolívia, a campanha segue até que a Iagro conclua a vacinação dos 800 mil bovinos da região, na previsão do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa).

A zona de alta vigilância abrange raio de 15 quilômetros a partir da linha divisória com aqueles dois países. E a vacinação assistida por veterinários ou técnicos da Iagro é uma forma de garantir a imunização do rebanho, depois dos casos de aftosa registrados no extremo sul do Estado em 2005.
O episódio sanitário abalou a pecuária de corte do Estado, com a suspensão das exportações de carne bovina e suína e o sacrifício de mais de 30 mil cabeças. Mas, o Estado recuperou o status de livre de aftosa com vacinação.
Esse artigo foi útil para você?
Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Leia Também

Ministro da Saúde diz que Brasil está em "perigo iminente"
ALERTA

Ministro da Saúde diz que Brasil está em "perigo iminente"

Bolsonaro diz que governo vai apurar falhas no Enem e que não descarta sabotagem
INVESTIGAÇÃO

Bolsonaro diz que governo vai apurar falhas no Enem e que não descarta sabotagem

Bombeiros recebem R$ 13 milhões para combater incêndios florestais
ESTRUTURA

Bombeiros recebem R$ 13 milhões para combater incêndios florestais

Dica da Semana: “Supermães”
Via Streaming

Dica da Semana: “Supermães”

Mais Lidas

Gostaria-mos de saber a sua opinião