Terça, 20 de Fevereiro de 2018

Vacina contra dengue está prestes se concluída

7 FEV 2010Por 19h:09
     

        Da redação

        A maior empresa de vacinas do mundo, a francesa Sanofi-Aventis, obtém resultados positivos na busca por uma vacina contra a dengue, o que promete revolucionar campanhas de prevenção que vem ocorrendo desde os anos 40. Segundo pesquisadores da empresa, uma primeira dose pode estar aprovada em 2013, depois de investimentos de US$ 1 bilhão. A busca pela vacina da dengue já vem consumindo recursos desde a década de 90 e, segundo os especialistas, pode ser a solução que faltava para lidar com o problema que afeta os países tropicais. Diante da explosão do número de casos pelo mundo, uma corrida entre as maiores farmacêuticas foi lançada.
        Pesquisas mostram que a incidência da dengue nos países latino-americanos aumentou em cinco vezes nos últimos 30 anos. Entre 2000 e 2007, a Organização Panamericana de Saúde contabilizou 4,8 milhões de casos. Nos anos 90, o número chegou a 2,7 milhões de pessoas afetadas. Já na década de 80, a taxa não passou de 1 milhão.
        Outra constatação é de que crianças estão se tornando cada vez mais vulneráveis à doença, seguindo o mesmo padrão já indicado no Sudeste Asiático. O número de casos de febre hemorrágica geradas pela dengue também explodiu na região, passando de 13 mil casos nos anos 80 para mais de 100 mil na atual década. As mortes passaram de 242 nos anos 80 para 1,4 mil entre 2000 e 2007.
        Uma das explicações para o aumento de casos pode ser o colapso do programa latino-americano para a erradicação do mosquito Aedes aegypti, um esforço que vinha ocorrendo desde os anos 40. Outros motivos são o aumento das zonas urbanas, problemas sanitários e mudanças climáticas.
        Um estudo da Sanofi publicado no Journal of Infectious Disease indicou que seu produto preveniu a infecção em 100% dos casos testados - 66 adultos foram totalmente protegidos por três doses durante 15 meses. A esperança da empresa é de concluir a Fase 2 de testes até o final do ano. Se isso ocorrer, testes de segurança seriam realizados em 2011 e 2012. Uma aprovação então viria em 2013.
        Segundo a OMS, 2,5 bilhões de pessoas vivem em áreas onde a dengue é transmitida. Por ano, são 50 milhões de pessoas infectadas e 22 mil mortes no mundo. (do Estadão)

Leia Também