Fale conosco no WhatsApp

Por sua segurança, coloque seu nome e número de celular para contatar um assessor digital por Whatsapp.

Assine a Newsletter

Usuário de drogas é assassinado a tiro

15 ABR 10 - 04h:35
NADYENKA CASTRO

Usuário de drogas e conhecido por cometer furtos na região dos bairros situados na região da saída para Sidrolândia, em Campo Grande, Júlio Costa Correa, 32 anos, foi morto a tiro. O assassinato ocorreu por volta das 6 horas de ontem, no Bairro Morada do Sol, onde a vítima residia.
O crime aconteceu na Rua Marco Feliz, que é uma via não pavimentada, margeada por terrenos baldios e poucas casas. Sobre a terra da rua, no local exato em que Júlio caiu, ficaram manchas de sangue. Este é o terceiro homicídio ocorrido na Capital, desde a noite de segunda-feira.
Júlio foi assassinado próximo da casa de alvenaria onde residia sozinho. Moradores do bairro, que preferiram não se identificar, contam que a vítima era usuária de drogas e fazia os furtos para sustentar o vício.
Declararam, ainda, que  devido aos crimes cometidos, muitas pessoas o ameaçavam de morte. Ainda de acordo com vizinhos, Júlio morava desde adolescente no bairro, com a família.
Ele chegou a ter trabalho e salário fixos. “Ele tinha emprego. Acho que era motorista. Era um rapaz bom, bem apessoado, vestia roupas boas e distribuía cestas básicas no Natal para os mais carentes aqui do bairro”, conta uma moradora. Segundo ela, Júlio passou a usar entorpecentes há alguns poucos anos e depois disso, foi abandonado pela família. “Todo mundo foi embora. Toda a família é trabalhadora”, diz uma vizinha dele.
A vítima foi vista pela última vez na noite de terça-feira, por um vizinho, que lhe deu janta. Na manhã de ontem, esta pessoa viu o corpo dele na rua e acionou a polícia. De acordo com boletim de ocorrência, o tiro que matou Júlio foi desferido a curta distância e provocou esfumaçamento na face dele. A vítima estava em uma bicicleta. Na garupa do veículo havia um aparelho de som e outros objetos menores, que foram apreendidos pela polícia.

Antecedentes
Júlio, conhecido como “Profeta”, já esteve preso por diversas vezes, desde 2007. Todas por furto. A última, foi em setembro do ano passado, quando foi autuado por tentativa de furto. Ele ficou na cadeia até janeiro deste ano.

Outros assassinatos
Os outros homicídios, desde a noite de segunda-feira, aconteceram no Jardim Caiçara e no Bairro Mário Covas.
No Caiçara, foi morto Micheenner Alves Rodrigues Lima, 23 anos, o “Gasparzinho” e no Mário Covas, A.L.S, 14 anos, foi morta por tiros disparados por outro adolescente. O autor dos disparos, L.O.A.O, 16 anos, também foi baleado. Ele foi ferido com um tiro no rosto, foi apreendido e confessou o crime.
Esse artigo foi útil para você?
Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Leia Também

VETO

Governo recua e não vai mais distribuir 100% do lucro do FGTS com trabalhadores

PRIMEIRA INSTÂNCIA

TRF-4 nega recurso de Lula para anular provas no caso do Instituto

MERCADO FINANCEIRO

Dólar fecha abaixo de R$ 4,10 pela primeira vez em mais de um mês

CBF define os confrontos da primeira fase da Copa do Brasil
SORTEIO

CBF define os confrontos da primeira fase da Copa do Brasil

Mais Lidas

Gostaria-mos de saber a sua opinião