Quarta, 21 de Fevereiro de 2018

Uso de câmeras de bronzeamento volta a ser proibido pela Justiça

23 JAN 2010Por 07h:59
     

        O desembargador Elcio Pinheiro de Castro, presidente em exercício do Tribunal Regional Federal da 4ª Região (RS, SC, PR), acolheu na sexta-feira (22) recurso da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) e suspendeu o uso de câmaras de bronzeamento artificial. A decisão reverte tutela antecipada que tinha sido concedida à Associação Brasileira de Bronzeamento Artificial (ABBA) e liberava o uso dos equipamentos para fins estéticos.

        Com informações do site G1

Leia Também