Fale conosco no WhatsApp

Por sua segurança, coloque seu nome e número de celular para contatar um assessor digital por Whatsapp.

Assine a Newsletter

Usina vai expandir geração de energia a partir da biomassa

4 JUL 10 - 00h:38
Carlos Henrique Braga

A LDC Bionergia S.A anunciou que vai expandir a capacidade de geração de energia a partir da biomassa de 20 para 80 megawatts/hora (MWh) na filial Passa Tempo, em Rio Brilhante. A produção é concentrada na usina termelétrica anexa à unidade que produz álcool e açúcar a partir da cana, cujo bagaço serve de matéria-prima para a energia. Segundo a empresa, 30 MWh serão absorvidos pela unidade e o restante será comercializado.
Para levar o projeto adiante, a companhia precisa de aprovação pública do relatório de impacto ambiental elaborado pelo Instituto de Meio Ambiente de Mato Grosso do Sul (Imasul). A audiência na Câmara de Vereadores local está marcada para a quarta-feira, às 19 horas. Participantes poderão questionar os planos da empresa e sugerir alterações em programas de redução de riscos ambientais.

Cogeração
A LDC Bioenergia pertencente ao grupo Louis Dreyfus Commodities que, em 2009,  associou-se à líder em processamento de cana-de-açúcar Santelisa Vale, passando a chamar-se LDC-SEV. A empresa tem 13 unidades industriais nas regiões Sudeste, Centro-Oeste e Nordeste.
Em MS, as unidades de Maracaju e Rio Brilhante empregam 3,2 pessoas. Em 2010, sua meta é aumentar a capacidade de cogeração de energia e exportar 1 gigawatt/hora por ano.
Esse artigo foi útil para você?
Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Leia Também

Empresário que estava em motel com mulher que surtou foi ouvido nesta tarde
SURTO NO MOTEL

Empresário que estava com mulher que surtou foi ouvido nesta tarde

Empreendedores de MS terão R$ 1,7 bilhão para investimentos em 2020
FCO

Empreendedores de MS terão R$ 1,7 bilhão para investimentos em 2020

Árvores da Avenida Mato Grosso recebem tratamento após morte de figueira
MANEJO

Árvores da Avenida Mato Grosso recebem tratamento após morte de figueira

Roberta D'Albuquerque: "Conserto a preço justo"
COMPORTAMENTO

Roberta D'Albuquerque: "Conserto a preço justo"

Mais Lidas

Gostaria-mos de saber a sua opinião