Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

Usado por Merkel, celular superseguro custará R$ 6,5 mil

Usado por Merkel, celular superseguro custará R$ 6,5 mil
10/03/2014 07:00 - terra


A Secusmart GmbH já vendeu milhares de smartphones superseguros utilizados por altos funcionários do governo, como a chanceler alemã Angela Merkel. De olho no crescimento das preocupações envolvendo privacidade por parte dos usuários, a empresa prevê que cidadãos comuns também se tornarão grandes compradores de seus dispositivos de R$ 6,5 mil (US$ 2,7 mil), segundo informações publicadas pela Bloomberg.

A companhia está entre os fabricantes que criptografam chamadas para impedir escutas nos aparelhos. Bancos, escritórios de advocacia e outras empresas interessadas em evitar que suas conversas sejam monitoradas estão entre os possíveis novos clientes do negócio.

As revelações de espionagem pela Agência de Segurança Nacional dos Estados Unidos e de outras autoridades, incluindo relatos de que conversas telefônicas de Merkel haviam sido alvo de escutas, levaram a uma onda de produtos e serviços especializados na proteção das informações pessoais dos cidadãos. O tema será destaque na feira de tecnologia CeBIT, realizada a partir de amanhã em Hanover, na Alemanha.

O desafio para expandir o atual mercado de smarphones do gênero, segundo a publicação, é convencer os consumidores de que os dispositivos de segurança não tornarão o uso dos aparelhos mais difícil. 

Felpuda


Espalhar notícias ruins tornou-se muito mais rápido com o uso da tecnologia, e, além disso, não se trata mais de ações dos adversários. Isso é o que pôde ser visto ultimamente, quando a tchurminha do “aliado” tratou de deixar muita gente informada sobre o que a chamada "grande imprensa” tinha publicado, enviando notícias pelo WhatsApp e postando nas mídias sociais. E assim caminha a humanidade...