Domingo, 18 de Fevereiro de 2018

Uruguaios vão hoje às urnas para eleição presidencial

25 OUT 2009Por 08h:58
     

Os uruguaios voltam às urnas hoje na eleição presidencial que colocará à prova a continuidade do governo de esquerda Frente Ampla. Também será decido, nestas eleições, uma proposta para se anular uma lei que anistia as violações dos direitos humanos, na forma de plebiscito.


        

O senador José Mujica, de 74 anos, é o candidato do presidente Tabaré Vasquez, da Frente Ampla. Sua candidatura está baseada na proximidade com os pobres e um discurso considerado populista pelos analistas políticos. O ex-presidente Luis A. Lacalle, de 69 anos, do Partido Nacional, de centro direita, busca um novo mandato em sua carreira política de mais de 50 anos. O candidato da oposição baseou sua campanha em propostas de um governo de "defende a soberania nacional" com pontos inegociáveis.


        

Os outros candidatos são Pedro Bordaberry, do partido Colorado, e Pablo Mieres, do partido Independente. O vencedor das eleições sucederá ao presidente Vasquez em primeiro de março de 2010. Além de presidente e vice-presidente, as eleições uruguaias devem eleger também 99 deputados e 30 senadores.


        

Juntamente com a eleição dos cargos públicos, os eleitores deverão responder a duas consultas destinadas às reformas constitucionais. Uma das consultas será sobre a anulação de uma lei que anistia os acusados de violações aos direitos humanos. A outra seria para permitir que uruguaios vivendo no exterior possam participar das eleições que, se aprovada, será implementada a partir de 2014.

Leia Também