Fale conosco no WhatsApp

Por sua segurança, coloque seu nome e número de celular para contatar um assessor digital por Whatsapp.

domingo, 24 de fevereiro de 2019 - 02h11min

Uruguai elimina Gana em jogo dramático

3 JUL 10 - 00h:12
Johannesburgo, África do Sul

Em um jogo possivelmente o mais dramático da Copa do Mundo até agora, a seleção uruguaia resgatou sua tradição e garantiu presença na semifinal da Copa do Mundo pela primeira vez em 40 anos. Para isso, impediu Gana de fazer história na África do Sul. Após empate por 1 a 1 no tempo regulamentar e uma emocionante prorrogação, triunfou por 4 a 2 nos pênaltis.
A última vez que os uruguaios chegaram à semifinal de um Mundial foi em 1970, quando foram eliminados pela seleção brasileira comandada por Pelé. O algoz verde-amarelo não entrará mais no caminho da Celeste Olímpica nesta busca pela final, mas os comandados de Oscar Tabárez terão um adversário de peso: na próxima terça-feira, enfrentam a Holanda, às 14h30min (MS).
No último segundo, Luis Suarez colocou a mão na bola, dentro da área e foi expulso. Em qualquer outra situação, seria o vilão. Mas ele tornou-se o herói da classificação do Uruguai. O lance aconteceu no último segundo da prorrogação. O gol de Gana era certo. O pênalti, a última alternativa. Quando Asamoah Gyan bateu, os uruguaios já choravam. Mas ele acertou a trave e o jogo foi para as penalidades.
Nos pênaltis, o goleiro Muslera defendeu duas cobranças e o atacante botafoguense Loco Abreu, em grande estilo, selou a classificação uruguaia.
A derrota de Gana simbolizou o fim do sonho africano na primeira Copa do Mundo sediada pelo continente. Ontem vuvuzelas sopraram forte pelas Estrelas Negras e uma vitória teria marcado a melhor campanha de africano em Mundiais. O time bateu na trave e, como em 2006, caiu nas quartas de final.
Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Leia Também

BRASIL

Promotoria abre inquérito após shopping de SP pedir autorização para apreender meninos de rua

BRASIL

Chanceler diz que ação na Venezuela não tem caráter intervencionista

Mãos que falam:
LUIS PEDRO SCALISE

Mãos que falam: "Em tempos de Dieta"

VENEZUELA

Maduro discursa para apoiadores e critica ajuda humanitária

Mais Lidas