Domingo, 25 de Fevereiro de 2018

EXPOSIÇÃO FOTOGRÁFICA

Unipsico abre hoje a mostra “Curumins”

25 NOV 2010Por Thiago Andrade00h:10

O cotidiano de crianças indígenas tornou-se tema para a fotógrafa e jornalista Elis Regina, que durante a participação no Projeto Ava Marandu decidiu fazer fotos na Aldeia Guyra Roka, em Caarapó. A mostra “Curumins”, que significa “crianças” em guarani, será aberta hoje, às 19h30, na Unipsico/MS. Serão 15 imagens coloridas das crianças em seu ambiente, em contato com a terra vermelha do sul do Estado.

“Estava na aldeia ministrando uma oficina, quando percebi a luz que entrava na Casa de Reza. Era algo mágico, místico. Resolvi brincar com aquilo nas imagens, fazendo um jogo entre luz e sombra”, descreve Elis. Segundo ela, as crianças fotografadas são filhas dos participantes das oficinas que o Ava Marandu promoveu em aldeias do Estado. “As crianças ficavam brincando em meio às oficinas e achei interessante. Comecei a fazer as fotos e quando vi tinha muito material”. De acordo com Elis, as crianças são como quaisquer outras, mas carregam um olhar de denúncia da situação de seu povo que é muito forte.

Embora a mostra tenha apenas 15 fotografias, Elis explica que o restante do material fará parte de um projeto maior, que deverá ser publicado em livro. A escolha pela fotografia em cor em vez do preto e branco – que ressalta melhor a relação de contraste – foi porque a fotógrafa queria mostrar a relação que as crianças têm com a terra. “É uma realidade diferente das crianças urbanas, habituadas a videogames e computadores. Elas brincam na terra, sem medo de se sujar ou se machucar. Queria resgatar esse contexto”, descreve.

Serviço
“Curumins” permanece na Unipsico/MS até 25 de fevereiro, aberta de segunda a sexta, das 8h às 18h. O endereço é a Rua Antônio Maria Coelho, 3.656.

Leia Também