Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

PLANO DE SAÚDE

Unimed é condenada a indenizar família de empresário em R$ 630 mil

Unimed é condenada a indenizar família de empresário em R$ 630 mil
31/07/2012 00:00 - VINÍCIUS SQUINELO


A Unimed Campo Grande foi condenada a pagar R$ 630 mil para a família de um empresário, referentes à custos de tratamento, danos morais, além das custas judiciais e honorários advocatícios. O beneficiário faleceu em agosto de 2009, durante tratamento no Hospital Sírio Libanês, em São Paulo.

A decisão é em primeira instância, ainda cabendo recursos por parte da operadora do plano de saúde.

O beneficiário do plano, identificado apenas como A.J.C., por determinação da família - que prefere não expor o nome - recebia tratamento contra o câncer na Capital, até que, por prescrição do médico oncologista responsável, foi encaminhado para a capital paulista, após exauridos os recursos médicos e hospitalares para tratamento em Mato Grosso do Sul.

A Unimed, segundo o advogado da família do beneficiário, Ademar Chagas da Cruz, recusou-se a cobrir a continuação do tratamento médico do segurado, alegando que o hospital Sírio Libanês não era conveniado. Mesmo assim, o paciente realizou o tratamento com dinheiro do próprio bolso, até vir a óbito.

Leia mais no jornal Correio do Estado

Felpuda


Ao que tudo indica, partido teria criado “racha” apenas visando jogar para a plateia, e, assim, quem estava com a corda toda anunciou que se prepara para o desembarque. Nos bastidores o que se ouve é que o tal fundo partidário seria o motivo da desavença e que quem nunca comeu mel quando come se lambuza. Só que não. A estratégia é continuar “dono” da atual legenda e “tomar a frente” de partido que está em fase embrionária. Tudo inspirado na “velha política”.