Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

POLÍTICA

União do Buriti defende “Pantanal é aqui” na avenida

União do Buriti defende “Pantanal é aqui” na avenida
01/02/2010 06:53 - OSCAR ROCHA


Sediada na reg i ão su l de Campo Gra n d e, a Escola de Samba União do Buriti surgiu em 1986 e, ao longo de sua trajetória, obteve vitórias tanto no Grupo Especial como no Grupo de Acesso. “Em 2004, caímos do Grupo Especial, mas no ano seguinte fizemos um desfile que nos recolocou entre as principais escolas de Campo Grande. Foi o carnaval sobre o Egito, mostrando principalmente a arquitetura de lá”, lembra a vice-presidente da escola, Márcia Balioni. No carnaval deste ano, mesmo com pouco recurso para investir, cerca de R$ 8 mil, a escola quer levar com garra para a Via Morena o enredo “Pantanal é aqui”. Para isso, contará com 150 integrantes, divididos em oito alas, entre elas a “Preservação da natureza”, “Cartão postal do Pantanal”, “Índios”, “Jacarés”. A bateria conta com 30 componentes. Segundo Márcia, o enredo foi escolhido levando-se em conta a facilidade na obtenção do material. “Sempre verificamos o que temos para utilizar de um carnaval para o outro. É possível aproveitar muitas coisas. Entre os itens que utilizamos estão TNT, papelão, cestinha”. Em 2009, a escola conseguiu o quinto lugar no Grupo Especial, apresentando o enredo que homenageou o carnavalesco “Picolé”, fundador da Escola de Samba Unidos do Bairro Cruzeiro. Para obter recursos, segundo Márcia, a escola promove alguns eventos e conta com a participação da comunidade. “Não são todos que participam, mas tem um grupo representativo da comunidade que sempre auxilia a escola”, diz Márcia. Os desfiles das escolas de sambas da Capital acontecerão nos dias 13 e 14 de fevereiro..

Felpuda


Dois pedidos de desculpas, de autorias diferentes, foram assuntos muito comentados nas redes sociais com críticas ácidas às suas declarações, até porque os envolvidos não só os usaram despropositadamente, como tiveram de voltar a eles para se redimirem. Um deles, inclusive, quase criou uma crise política da-que-las, o que obrigou seu pai, figurinha carimbada, a pular miúdo para colocar panos quentes sobre a questão. Essa gente!...