domingo, 15 de julho de 2018

UNE é suspeita de fraudar convênios

29 NOV 2009Por 13h:03
     

        Da redação

         

Dados do Ministério da Cultura apontam irregularidades da União Nacional dos Estudantes em nove convênios firmados nos últimos dois anos. Nesse período, a UNE recebeu R$ 2,9 milhões do ministério. O repórter Leandro Colon analisou dois desses convênios, ambos com prazo de prestação de contas já expirado. A organização recebeu R$ 342 mil para realizar seu congresso nacional em Brasília. Para obter o dinheiro, apresentou orçamentos de duas supostas empresas de Salvador. No endereço de uma delas, não funciona nenhuma empresa. No da outra, não há nenhum empregado. O ministério também repassou R$ 435 mil para a produção de um livro e um documentário. O prazo venceu em junho, mas até hoje a UNE não concluiu o projeto nem entregou notas fiscais e extratos bancários referentes a sua execução.

Líder da entidade nega má-fé

O presidente da UNE, Augusto Chagas, negou má-fé por parte da entidade, que recebeu R$ 10 milhões durante o governo Lula. ?A UNE também tem seus problemas administrativos.?

Com informações do jornal O Estado de S.Paulo

         

Leia Também