Domingo, 25 de Fevereiro de 2018

SOLIDARIEDADE

Uma doação de sangue pode salvar até quatro vidas

1 OUT 2010Por 12h:50

EVELYN SOUZA

Um simples ato de doar sangue pode ajudar até quatro pessoas. É simples é fácil; basta estar disposto a ajudar, ter entre 18 e 65 anos, pesar mais de 50 kg, não ter ingerido bebida alcoólica nas últimas 12h, estar bem alimentado e comparecer ao banco de doações com documento com foto.

Apesar da facilidade, o estoque de sangue do Hemosul está baixo. De acordo com Mayra Franleschi, assessora de comunicação da Hemorrede de Mato Grosso do Sul, a maior dificuldade está nas doações dos tipos sanguíneos negativos. Por serem os mais raros, existem menos voluntários dispostos a doar.

Mayra ressalta que toda doação é bem vinda, "o tipo sanguíneo 0+ é o mais comum, tanto para doar quanto para receber, o que não quer dizer que porque a maioria da população tenha essa tipagem, o estoque não precise dela, pelo contrário", relata.

Antes da doação, o paciente passa por uma triagem, onde responde um questionário, só depois realiza a doação, que dura cerca de 15 minutos.

Mayra chama a atenção para que a população se conscientize em doar para ajudar o próximo, e não com intuito de realizar exames de prevenção. "Por mais que o resultado do exame seja negativo, existe uma janela imunológica, ou seja, se o paciente teve relação sexual sem camisinha, esse exame só consegue apontar a presença de algum tipo de doença depois de 14 dias, ou seja, o doador pode oferecer risco a outras pessoas". Para isso vale lembra que o laboratório Lacen oferece este tipo de serviço gratuitamente, o telefone é o 3345-1300.

Depois da doação, o Hemosul realiza os exames de HIV, Hepatites B e C, Sífilis e Chagas. Caso o resultado de um desses testes for positivo, o voluntário é encaminhado para um médico especializado na área que realizará um outro teste. Se confirmada a presença de alguma doença, o doador é encaminhado para um tratamento.

Homens podem doar até quatro vezes ao ano, com intervalo de no mínimo dois meses a cada doação. Já as mulheres podem realizar a doação três vezes ao ano, com intervalo de três meses.

Leia Também