quinta, 19 de julho de 2018

Ultrapassagem não foi causa de acidente na MS-060, diz perícia

17 MAI 2008Por 12h:44
     

         

         

        

Ao contrário do que suspeitou a Polícia Rodoviária Estadual, uma tentativa de ultrapassagem não foi a causa do acidente ocorrido na manhã de hoje, na MS-060, que matou Giovane Rocha Malheiros, de 23 anos, e Maria Elisangela da Silva Carvalho, de 30 anos, e deixou Kátia dos Santos Roberto, de 29 anos, ferida.


        

A informação inicial era de que Giovane teria perdido o controle do veículo Gol de placas HRR-5296, de Belo Horizonte (MG) depois da tentativa de ultrapassagem de um Voyage que seguia em sua frente e que teria desistido da conversão.


        

A suspeita dos peritos é de que Giovane freou o carro para não bater na traseira do Voyage que tinha perdido a entrada do assentamento Nova Esperança. O Gol derrapou, ficou desgovernado e invadiu a pista batendo de frente com o ônibus da Cruzeiro do Sul que fazia itinerário no sentido contrário. Nenhum passageiro do coletivo ficou ferido.

Leia Também