Segunda, 19 de Fevereiro de 2018

DOURADOS

Uemura diz que acusações não tiveram impacto em seus negócios

11 NOV 2010Por VIVIANNE NUNES E MARIA MATHEUS10h:23

O empresário Sizuo Uemura, preso acusado de chefiar uma quadrilha que mantinha por meios ilícitos o serviço de funerária em 26 municípios do Estado, disse à pouco em entrevista ao Correio do Estado na sede do Tribunal de Justiça, onde prestou depoimento, que é inocente. Ele não encontrou com o prefeito Ari Artuzi no prédio do TJ e disse também que todas as acusações feitas contra ele não tiveram impacto sobre seus negócios. De acordo com ele, apenas a Justiça vai dizer se ele é culpado ou inocente.

Artuzi chegou a ser transferido de prisão por três vezes. A primeira, do 3º Distrito Policial para a sede do Grupo Armado de Repressão a Roubos e Sequestros (Garras) e de lá para o Presídio Federal de Segurança Máxima onde está no momento. Isso tudo, à época, foi explicado pelo secretário de Estado de Justiça e Segurança Pública, Wantuir Jacini, chegou a dizer que haviam ameaças contra a vida do prefeito. Questionado sobre algum tipo de envolvimento nessa questão, Uemura esclareceu dizendo que não houve nada disso. Bastante reticente em suas afirmações, ele apenas concluiu “foi tudo inventado”

Em julho deste ano a Polícia Federal prendeu quase todos os membros da família Uemura, em Dourados. Foram cumpridos 41 mandados de prisão.

Leia Também