Sexta, 23 de Fevereiro de 2018

UE atesta qualidade da carne brasileira e derivados

19 JUN 2008Por 21h:00
     O Ministério da Agricultura recebeu nesta semana do escritório de Alimentação e Veterinária da União Européia (FVO, na sigla em inglês) parecer comprovando a equivalência do Plano Nacional de Controle de Resíduos e Contaminantes com os requisitos europeus. Na prática, os europeus reconhecem as garantias de qualidade e segurança dos produtos de origem animal produzidos no Brasil e consumidos no mercado interno e em todo o mundo.
        
        No relatório final, os técnicos europeus afirmam que "em comparação com anos anteriores, o plano nacional de resíduos cobre todos os grupos relevantes de substâncias requeridas pela Diretiva do Conselho 96/23/EC (legislação base da área de resíduos na Europa) e que progressos significantes têm sido feitos pelas autoridades competentes na implementação do plano". O chefe de Controle de Resíduos e Contaminantes da àrea Animal, do ministério, Héber Brenne, comemorou a medida.
        
        "A confirmação do reconhecimento da equivalência do PNCRC com os requisitos europeus é de extrema importância para o País, uma vez que a União Européia é considerada o mercado mais restritivo e serve de balizador internacional para os demais países e blocos importadores de alimentos do Brasil", afirmou.
        
        Com informações da Agência Estado
        

Leia Também