Campo Grande - MS, sábado, 18 de agosto de 2018

Programação

TV Brasil exibe documentário sobre a ditadura em três episódios

4 ABR 2011Por Revista Brasileiros19h:40

A ditadura militar no Brasil (1964-1985) é sempre tema fértil para livros, filmes, séries, reportagens, teses, estudos, etc. Todos os anos surge no Brasil algo novo sobre a "página infeliz de nossa história", como cantou Chico Buarque.

Nesta semana, a TV Brasil apresenta o documentário O Dia que durou 21 anos, com bastidores da participação dos Estados Unidos no golpe militar. O longa-metragem será exibido em três episódios de 26 minutos cada, na segunda, terça e quarta-feira (dias 4, 5 e 6 de abril), sempre às 22h.

O O Dia que durou 21 anos mostra como o governo dos Estados Unidos interferiu diretamente para derrubar o governo de João Goulart. Documentos ultraconfidenciais do arquivo norte-americano são apresentados e indicam a forte participação do país no golpe de 1964. São textos de telegramas, áudios de conversas telefônicas, depoimentos e imagens nunca antes mostrados.

A preocupação dos EUA de que o Brasil pudesse se alinhar ao Comunismo e ainda influenciaria outros países da América Latina é mostrada no documentário. Desde 1962, ainda na presidência de John Kennedy, os norte-americanos começaram a olhar para o Brasil com receio. Depois, sob o comando de Lyndon Johnson, os EUA agem diretamente para a derrubada de Jango.

O filme mostra como o governo dos Estados Unidos agiu e planejou as condições para que o golpe acontecesse por aqui. Com os militares no poder, os norte-americanos não deixaram de monitorar a situação no Brasil, que duraria 21 anos, uma das mais longas ditaduras da América Latina.

O O Dia que durou 21 anos é uma coprodução da TV Brasil com a Pequi Filmes, com direção de Camilo Tavares, filho do jornalista e escritor Flávio Tavares, que viveu e sobreviveu às torturas do regime militar. Ele assina o roteiro do filme junto com Camilo e explora suas vivências e lembranças daquele período para refletir sobre tudo que se passou no País.
 

Leia Também