Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

DELEGADO:

'Tudo indica que corpo seja de professora'

'Tudo indica que corpo seja de professora'
04/02/2014 15:30 - Gabriel Maymone


O corpo de uma mulher encontrado em avançado estado de decomposição na manhã desta terça-feira (04) pode ser o da professora Maria Lúcia Freitas Lima, 53 anos, desaparecida há nove dias. “Tudo indica que seja [o corpo da professora], mas só vou falar que é 100% quando estiver com o resultado dos exames em mãos”, informou ao Correio do Estado o delegado Weber Luciano de Medeiros, responsável pelas investigações.

Ao lado do corpo, encontrado em um terreno baldio, que fica no cruzamento das ruas Nefe Pael e Agenor Pinto, no Bairro Nova Lima, a polícia encontrou um saco plástico com vários comprimidos, uma garrafa de água e um óculos. “Esses objetos foram reconhecidos pelos familiares da professora como sendo dela. Ela está desaparecida há nove dias, que bate com o estado de decomposição do corpo”, afirma Weber Luciano.

O caso ainda é tratado como homicídio. “A olho nu, não foi possível verificar nenhum sinal de violência, mas apenas o exame necroscópico poderá detalhar a causa da morte”, completa o delegado.

Conforme boletim de ocorrência, familiares procuraram a polícia no dia 25 de janeiro para informar o desaparecimento. De acordo com o registro, a professora tinha problemas psicológicos, saiu de casa e não foi vista mais.

Os exames solicitados pelo delegado devem ficar prontos dentro de 48h. 

Felpuda


Considerados “traíras” por terem abandonado o barco diante dos indícios da chegada da borrasca à antiga liderança, alguns pré-candidatos terão de se esforçar para escapar da, digamos assim, vingança, velha conhecida da dita figurinha. Dizem por aí que há promessas nesse sentido, para que os resultados dos “vira-casacas” nas urnas sejam pífios. Sabe aquela velha máxima: “Pisa. Mas, quando eu levantar, corre!” Pois é...