Fale conosco no WhatsApp

Por sua segurança, coloque seu nome e número de celular para contatar um assessor digital por Whatsapp.

Tucanos fazem romaria para convencer Aécio a ser vice

2 MAR 10 - 06h:09
Começa hoje a romaria de dirigentes e líderes do PSDB, DEM e PPS a Minas Gerais, com apelos para que o governador tucano Aécio Neves aceite o posto de vice na chapa presidencial do colega paulista José Serra. O esforço é para criar um fato político que reverta a queda de Serra nas pesquisas de intenção de voto. O primeiro a desembarcar em Belo Horizonte será o líder do DEM, deputado Paulo Bornhausen (SC), que resumiu o objetivo de sua visita com uma frase, postada em seu Twitter: “Toda a força e apoio do DEM para que Aécio aceite compor a chapa com Serra.” O ponto alto da romaria será na quinta-feira, quando Aécio vai receber governadores e líderes aliados em uma grande solenidade com objetivo de celebrar o centenário do avô, nascido em 4 de março de 1910, inaugurando a “Cidade Administrativa Presidente Tancredo Neves”. Serra planeja um encontro reservado com o governador antes de comparecer à cerimônia pública de homenagem a Tancredo. Ontem, Aécio reiterou a disposição de resistir à pressão para que aceite compor como vice uma chapa encabeçada pelo colega paulista e afirmou não temer ser responsabilizado por eventual derrota de Serra. “Eu serei responsabilizado pelo governo que nós estamos fazendo em Minas e tomara que seja uma bela responsabilidade. Cada um de nós é responsável pelo que constrói, pelo que faz. Não existe nada disso”, disse, após a solenidade de lançamento de um selo comemorativo do centenário de nascimento do avô. Dirigentes dos três partidos de oposição acreditam que Aécio vai acabar pagando a conta política da polarização da disputa presidencial entre Serra e o PT da ministra da Casa Civil, Dilma Rousseff. A avaliação geral é que, depois da pesquisa DataFolha do último domingo, apontando o cenário de confronto direto de Dilma com Serra já no primeiro turno da eleição presidencial, a pressão para que Aécio reforce a chapa tucana será maior. Apesar da aposta no ninho tucano de que a pressão sobre Aécio aumentará, o mineiro mais uma vez reafirmou a intenção de se candidatar ao Senado e disse pretender ser um “soldado” do partido no seu Estado. “Eu sou mestiço, como é que eu vou participar de uma chapa puro-sangue”, ironizou. Pela primeira vez, porém, Aécio admitiu a possibilidade de dois nomes do PSDB comporem a chapa presidencial, comentando a possibilidade de o senador Tasso Jereissati disputar como vice. “É um nome em belas condições de ajudá-lo, até mesmo pela presença forte que tem na região nordeste.” Para ele, contudo, uma chapa exclusivamente tucana precisa ser discutida com os partidos aliados. Para Aécio, a posição de Serra nas pesquisas ainda é “extremamente sólida”. “Nosso companheiro tem todas as condições de enfrentar adequadamente essa disputa.”
Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Leia Também

Confira o horóscopo deste domingo
ASTRAL

Confira o horóscopo deste domingo

CORREIO RURAL

Fertilizantes: código de uso sustentável recomenda boas práticas

BRASIL

Falta de objetividade na Justiça tem custo alto, diz Alexandre de Moraes

BRASIL

Presidente do Sindicato dos delegados de PF critica Bolsonaro

Mais Lidas