Domingo, 25 de Fevereiro de 2018

tragédia

Tsunami e vulcão matam mais de 130 pessoas na Indonésia

27 OUT 2010Por JACARTA02h:20

Mais de 130 pessoas morreram em desastres naturais ocorridos ontem na Indonésia, informaram autoridades locais. Em Sumatra Ocidental, um tsunami que sucedeu um terremoto deixou 113 mortos e centenas de desaparecidos. Na ilha de Java, a erupção do vulcão Merapi provocou a morte de pelo menos 18 pessoas. Equipes de resgate estão buscando um grupo de nove australianos que estava em um bote no mar durante o terremoto.

Testemunhas afirmam que uma onde de três metros de altura varreu as casas das cidades de Pagai e Silabu, situadas nas remotas ilhas de Mentawai. "Temos 200 sacos para cadáveres prontos", disse um funcionário do Ministério da Saúde responsável pela região.

Em alguns locais do país, a água atingiu o teto das casas. Em um vilarejo de Silabu, 80% das casas sofreram danos. Segundo Ade Edward, funcionário do órgão de resposta a desastres indonésio, 3 mil pessoas procuravam abrigo em centros de emergência e tripulações de diversas embarcações seguiam desaparecidas.

O sismo ocorreu na noite de segunda-feira às 21h42min (12h42min, horário de Brasília), a uma profundidade de apenas 14,2 km, provocando "tsunami", segundo o Observatório Geológico Americano (USGS).

O terremoto foi seguido de outros 14 abalos sísmicos. O maior deles teve magnitude de 6,2, segundo o USGS. Além disso, o vulcão Merapi, situado na ilha de Java, entrou em erupção ontem e deixou ao menos 20 feridos.

Centenas de casas feitas de madeira a bambu foram varridas da ilha de Pagai. A onda invadiu a costa em cerca de 550 metros. "Todos saíram correndo de suas casas", disse Sofyan Alawi, acrescentando que as estradas dos locais mais altos ficaram lotadas de veículos em poucos minutos. "Olhávamos para trás para ver se a onda ainda estava vindo", disse Ade Syahputra.

Há pouco mais de um ano, no dia 30 de setembro de 2009, Padang foi atingida por um terremoto de 7,6 que matou mil pessoas e causou grandes estragos. Desde o tsunami de 2004, a comunidade internacional investiu cerca de 60 milhões de dólares para construir um sistema de alerta no Oceano Índico. Além da catástrofe nas ilhas Mentawai, a Indonésia tem que lidar ainda com a erupção do vulcão Merapi, um dos mais ativos do mundo, na ilha vizinha de Java.

Leia Também