Fale conosco no WhatsApp

Por sua segurança, coloque seu nome e número de celular para contatar um assessor digital por Whatsapp.

Campo Grande - MS, domingo, 16 de dezembro de 2018

ONDAS

Tsunami atinge Havaí após tremor no Japão

11 MAR 2011Por folha10h:45

Fortes ondas atingiram o Havaí nas primeiras horas desta sexta-feira e estavam avançando pelo território após um forte terremoto, de magnitude 8,9 ter atingido o Japão e gerado alertas por toda a costa do Pacífico, incluindo a costa oeste dos Estados Unidos.

O Centro de Alerta de Tsunami do Pacífico informou que a primeira ilha atingida foi a de Kauai. A água invadiu a terra em Honolulu, inundando a praia em Waikiki, mas parando antes de atingir os grandes hotéis da região.

Ondas de ao menos um metro de altura foram registradas em Oahu e Kauai, e autoridades alertaram que elas podem continuar e podem ficar maiores.

Estradas e praias estavam estavam vazias quando o tsunami atingiu o Estado americano, que teve horas para se preparar. Moradores de áreas costeiras foram enviados para centros comunitários e escolas enquanto turistas em Waikiki foram levados para andares mais altos de seus hotéis. Pessoas esperavam em longas filas para fazer estoques de gás, garrafas de água, alimentos enlatados e geradores.

O tsunami, gerado por um terremoto de magnitude 8,9 na costa leste do Japão, viajou pelo Pacífico em uma velocidade de 800 quilômetros por hora --mais rápido que um avião comercial-- e não deve mudar de velocidade até atingir uma grande área de terra, segundo Kanoa Koyanagi, um geofísico do Centro de Alerta.

Ondas estão previstas para atingir a costa oeste dos EUA entre 11h e 11h30 locais. Pessoas próximas à praia e em áreas costeiras mais baixas de Point Conception, no condado de Santa Bárbara, foram alertadas para deixar a região imediatamente.

Provavelmente o tamanho das ilhas do Havaí irá amplificar as ondas, que devem atingir fortemente portos e enseadas.

O aeroporto internacional de Honolulu continuava aberto, mas oito aviões que seguiam para o local foram desviados, incluindo alguns originados no Japão, afirmou o Departamento de Transportes.

Todos os portos estão fechados e navios receberam ordens de deixá-los.

O Havaí está localizado a cerca de 6.400 quilômetros do epicentro do terremoto registrado nesta sexta.

As autoridades usavam ônibus para tirar os moradores das áreas de risco e já começaram a instalar centros para colher os que deixaram suas casas.

JAPÃO

Um forte tsunami, gerado por um terremoto de magnitude 8,9, matou ao menos 60 pessoas nesta sexta-feira no Japão e varreu barcos, carros e casas, gerando ainda incêndios em diversas aéreas afetadas. No entanto, esse número não deve parar de crescer, já que a polícia informou que entre 200 e 300 corpos foram encontrado em Sendai, na costa nordeste do país, cidade mais atingida pelo tremor. Alertas de tsunami foram emitidos para todo o oceano Pacífico, incluindo para países da América do Sul e Central, Canadá, Alasca e toda a costa oeste dos Estados Unidos.

O tremor está sendo considerado o pior a atingir o país desde que começaram a ser feitos registros, no final do século 19, segundo o Serviço Geológico dos EUA (USGS, na sigla em inglês).

O tremor foi seguido por mais de 50 réplicas, algumas delas de magnitude superior a 6,0. Cidades e vilarejos ao longo dos 2.100 quilômetros da costa leste do país foram afetadas por violentos tremores que atingiram até a capital, Tóquio, localizada a 373 quilômetros de distância do epicentro.

A polícia informou que, além dos mortos, 56 pessoas estão desaparecidas. Mas o número de vítimas tende a aumentar devido à dimensão do desastre.

O terremoto ocorreu às 14h46 da hora local (2h46 em Brasília) e teve seu epicentro no Oceano Pacífico, a 130 quilômetros da península de Ojika, e a uma profundidade de 24,4 quilômetros, de acordo com o USGS.
 

Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Leia Também