Fale conosco no WhatsApp

Por sua segurança, coloque seu nome e número de celular para contatar um assessor digital por Whatsapp.

Assine a Newsletter

CAMPEONATO DE DISC-J0CKEYS

Tropkillaz: Na pista, sem economia de graves e sons pesados

7 JUN 14 - 06h:05THIAGO ANDRADE, DE BELO HORIZONTE

A diferença de gerações entre os DJs Zegon e Laudz é evidente, mas nas pick-ups, eles encontram a harmonia. Em 2012, eles formaram o Tropkillaz, que atualmente é um dos principais nomes da música eletrônica brasileira. O duo fechou a noite durante o campeonato de disc-jockeys Red Bull Thre3style, que aconteceu nesta madrugada em Belo Horizonte, e contou com a participação dos DJs Marquinhos Espinosa, de Campo Grande, e Guto Loureiro, de Corumbá.

No comando da pista entre as 3h30min e 5h, Zegon e Laudz não economizaram em graves e sons pesados, que misturam rap, reggae e dub. Ao público só restou dançar, pois é impossível ficar parado diante das investidas da dupla. Embora a música eletrônica tenha ganhado evidência nos últimos anos em todo o país, Tropkillaz destoa por investir em sons pesados, que em muito lembram o dubstep que colocou nomes como Skrillex e Deadmau5 entre os principais nomes da música eletrônica atual.

"Não acho que nosso som seja pesado, embora muita gente fale isso. O que nós fazemos é juntar a música eletrônica e o rap. É um pouco de 808, um pouco de Trap", afirmou Zegon, logo depois de deixar a pista. O Tropkillaz manteve o público dançando durante mais de uma hora, logo após o duelo de DJs promovido pela Red Bull. "Conseguimos promover esse encontro da música eletrônica com o rap, o que para nós algo é fundamental. É interessante ver como nosso som é bem aceito por todas as tribos."

A dupla, que chamou a atenção mundial ao misturar batidas pesadas de funk, eletro e dub as samples latinos e ao balanço nacional, emplacou em fevereiro no Super Bowl - um dos principais eventos esportivos televisionados nos Estados Unidos - o remix de "Hide" do N.A.S.A., com participação de Childish Gambino. "Foi algo totalmente inesperado, mas também excepcional. Significa que estamos acertando em algo", considera Zegon, que é ex-integrante do Planet Hemp e, atualmente, metade do N.A.S.A. junto ao americano Squeak E. Clean.
 

Esse artigo foi útil para você?
Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Leia Também

TERRAS

Entenda o que muda com a MP da regularização fundiária

Governador decreta luto oficial de três dias por morte de Juvêncio
EX-PREFEITO DA CAPITAL

Governador decreta luto oficial de três dias por morte de Juvêncio

Aeroporto da Capital já transportou 3,5 mil toneladas em 2019
HUB DE CARGAS

Aeroporto da Capital já transportou 3,5 mil toneladas em 2019

Adolescente é executado com 10 tiros em possível acerto de contas
RUA DA DIVISÃO

Adolescente é executado com 10 tiros em possível acerto de contas

Mais Lidas

Gostaria-mos de saber a sua opinião