Segunda, 18 de Dezembro de 2017

LEI NOVA

Trocar ou criar nome de rua será por plebiscito

11 JAN 2014Por DA REDAÇÃO00h:00

A partir de agora nomeação ou troca de nome de logradouros [avenida, horto, jardim, largo, parque, passeio, praça, rua, via] em Campo Grande exige plebiscito participado pelos moradores interessados na questão. A reportagem está na edição de hoje do jornal Correio do Estado.

É o que diz a Lei 5.291, aprovada pela Câmara Municipal dos Vereadores, sancionada ontem pelo prefeito. O anúncio foi publicado no Diário Oficial.

Isso quer dizer que acaba de vez um antigo problema que se transformava numa dor de cabeça para moradores e comerciantes de vias que tinham nomes trocados à revelia.

Caso clássico na Capital é a Rua Furnas, via encostada no Shopping Campo Grande, que nasce no Bairro Giocondo Orsi e segue até a Avenida Afonso Pena.

Até cinco anos atrás a rua se chamava Furnas de ponta a ponta. Depois, seu nome foi desmembrado em dois: virou Avenida Doutor Paulo Coelho Machado [historiador], no trecho em frente ao Shopping Campo Grande, e Arquiteto Rubens Gil de Camilo, no setor oposto, em direção à Câmara dos Vereadores. Contudo, até hoje, ambas as ruas ainda são conhecidas por muitos pelo nome antigo. A reportagem é de Celso Bejarano.

Leia Também