ESPORTES

Tricolor vence Santos e leva Copa São Paulo de Juniores

Tricolor vence Santos e leva Copa São Paulo de Juniores
26/01/2010 07:49 -


Time com melhor campanha nas fases anteriores, com sete vitórias nos sete jogos disputados, o São Paulo fez valer sua condição de favorito e, com a vitória sobre o Santos, nos pênaltis, garantiu o título da Copa São Paulo de Futebol Júnior. Depois do empate por 1 a 1 no tempo regulamentar, na cobrança de pênaltis o principal destaque tricolor foi o goleiro Richard, que defendeu as três cobanças santistas, feitas por Alan Patrick, Alemão e Renan. O jogo O Santos começou melhor a partida, sufocando o São Paulo e criando as melhores chances de gol nos primeiros dez minutos, mas o inspirado Alan Patrick não conseguiu superar com seus chutes colocados o bom goleiro Richard. Aos 18 minutos, quando o São Paulo começava a equilibrar o jogo, no entanto, a história mudou. Melhor do Peixe no jogo, Patrick tabelou com Renan Mota e deixou o atacante na cara do gol para, com categoria, tocar na saída do goleiro e deixar o Santos em vantagem: 1 a 0. O São Paulo reagiu e fez o jogo ficar corrido, digno de uma final, com lances de efeito de Marcelinho pelo lado são-paulino e Alan Patrick, o 10 santista. Mas foi o São Paulo, com um gol anulado de Ronieli e com uma chance perdida por Jéferson quem terminou o primeiro tempo melhor e merecedor do empate, que não chegou. O São Paulo voltou mais ofensivo para o segundo tempo, mandou algumas bolas na trave e criou inúmeras oportunidades para empatar, o que aconteceu aos 40 minutos, quando Ronieli, aproveitando mais um bate-rebate, encheu o pé e marcou um golaço: 1 a 1. A pressão continuou e Rafael evitou a virada aos 43, com uma defesa espetacular, misturando coragem e reflexo e garantindo o empate até a decisão por pênaltis. Nas cobranças alternadas, Richard pegou as cobranças de Alan Patrick, Alemão e Renan, dando o título da Copinha ao Tricolor.
smaple image

Fique por dentro

Fique sempre bem informado com as notícias mais importantes do MS, do Brasil e do mundo, direto no seu e-mail.

Quero Receber

Felpuda


Princípio de "rebelião" política no interior de MS, fomentada por grupo interessado em tomar o poder, não prosperou. Quem deveria assumir o "comando da refrega", descobriu que, além da matemática ser ciência exata, há "prova dos nove". Explica-se: é segunda suplente, pois não conseguiu votos necessários nas últimas eleições, mas assumiu o cargo porque a titular licenciou-se, assim como o primeiro suplente. Caso contrarie a cúpula, seria aplicada a tal prova e, assim, "noves fora, nada".