Fale conosco no WhatsApp

Por sua segurança, coloque seu nome e número de celular para contatar um assessor digital por Whatsapp.

Assine a Newsletter

Tricô será a aposta do inverno

2 FEV 10 - 21h:27SCHEILA CANTO, DE GRAMADO
Com a temperatura ainda nas alturas, sob o calor de 30 graus, fica até difícil imaginar-se dentro de casacos, meias de lã ou algodão, polainas, cachecóis, etc. Mas esta é a época da apresentação da moda outono/inverno deste ano. Prova disso, os “ditadores” do mundo fashion marcam seus eventos para as últimas semanas de janeiro, a exemplo do Fashion Rio, São Paulo Fashion Week e a Fenim – Feira Nacional da Indústria da Moda – esta última realizada semana passada em Gramado e já em sua 14ª edição. Durante cobertura feita pelo Correio do Estado, a convite dos organizadores da Fenim, pudemos observar o que estará em breve nas vitrines de todo o País para atender às expectativas de um consumidor globalizado. Conforto é a palavra de ordem da próxima coleção outono-inverno/2010 e o tricô com certeza é um dos hits da próxima estação. As polainas que fizeram sucesso na década de 80 estão de volta, agora na altura do joelho e na composição com sandálias meia-pata ou plataforma. Texturados, bem suaves, sem costuras, em tons neutros e nudes, que combinam com calças e paletós de alfaiataria em tecidos com tramas masculinas e xadrez e misturados na peça com tecido plano. Esta é tendência da malharia retilínea que revela a criatividade dos estilistas brasileiros. O tricô, embora seja feito industrialmente, mostra que a confecção já remete ao artesanal e, para deixar esta tendência ainda mais evidente, traz bordados feitos a mão e um vasto mix de acessórios que vai de colares, golas, cachecóis até bolsas que misturam fios de lã e algodão ao couro. A model agem segue a pr op ost a de c on for to e praticidade, tais como: o trenchoat, relido e reconstruído em vestidos, blusões, pelerines, casacos overzide e leggings rendadas. A alfaiataria feminina também continua em alta. O destaque fica para as ombreiras, que voltam um pouco diferente dos anos 80, utilizada de forma mais sutil, sem grandes volumes. A paleta de cores privilegia os tons nudes e cinza, com toques coloridos de vermelho, roxo, verde musgo. Porém, o mais interessante é a mistura de fios, linhas e lãs com pesos diferentes, que proporcionam às peças texturas e desenhos diferenciados, com brilho do lurex, mas com a maciez do bouclé. Sustentabilidade Na onda sustentável também muita lã orgânica, que é produzida por um processo em que os animais ingerem apenas alimentos orgânicos, o pasto não recebe agentes químicos e o tingimento da fibra é feito com corantes naturais ou que agridam minimamente o meio ambiente. Quanto às estampas, o estilista Mário Queiroz, que esteve na Fenim a convite da Silva Santos Têxtil, afirmou que a estampa de bichos já se consagrou como as listras e os poás. “Onças, zebras, cobras e outros bichos já viraram básicos e tão cedo não sairão de cena”, exemplificou o estilista, adiantando que a moda verão de 2011 será inspirada na natureza, enquanto a do inverno teve grande inspiração na arquitetura, com formas mais retas e definidas.
Esse artigo foi útil para você?
Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Leia Também

Abertas inscrições para curso gratuito de manipulação de alimentos
CAMPO GRANDE

Abertas inscrições para curso gratuito de manipulação de alimentos

Sisu abre inscrições nesta terça, com 6,1 mil vagas em universidades de MS
NOTA DO ENEM

Sisu abre inscrições nesta terça, com 6,1 mil vagas em universidades de MS

ÁSIA

China registra terceira morte por novo vírus e primeiros casos em Pequim

Fuga em massa gera crise na alta cúpula do governo paraguaio
FRONTEIRA

Fuga em massa gera crise na alta cúpula do governo paraguaio

Mais Lidas

Gostaria-mos de saber a sua opinião