TRANSPARÊNCIA

Tribunal de Contas do MS sediará encontro nacional

Tribunal de Contas do MS sediará encontro nacional
08/08/2012 00:00 - DA REDAÇÃO


O Tribunal de Contas de Mato Grosso do Sul (TCE/MS) vai sediar o III Encontro Nacional dos Tribunais de Contas, que acontecerá no período de 12 a 14 de novembro em Campo Grande (MS). A definição da data do evento aconteceu em reunião preparatória realizada na última segunda-feira (06) da qual participaram o presidente do TCE/MS, Cícero Antônio de Souza, a conselheira Marisa Serrana e o presidente da Associação dos Membros dos Tribunais de Contas (Atricon), José Joaquim Moraes Rodrigues Neto (TCE/MT).

O objetivo do evento é discutir temas de interesse do controle público, entre os quais a integração dos Tribunais de Contas e a cooperação interinstitucional com outras entidades e organismos parceiros no esforço pela transparência na gestão pública. Durante a reunião ficou definido que o tema do encontro será “Valores que partilhamos, práticas que construímos, transparência, participação e eficácia.”

Uma das novidades deste encontro será a participação de órgãos de controle externo da Argentina, que serão convidadas para apresentar e debater o modelo de controle externo adotado naquele País. Deverá ser promovida ainda reunião da Associação das Entidades de Controle Público do Mercosul (ASUL), da qual o conselheiro Waldir Neves é membro diretor.

smaple image

Fique por dentro

Fique sempre bem informado com as notícias mais importantes do MS, do Brasil e do mundo, direto no seu e-mail.

Quero Receber

Felpuda


Princípio de "rebelião" política no interior de MS, fomentada por grupo interessado em tomar o poder, não prosperou. Quem deveria assumir o "comando da refrega", descobriu que, além da matemática ser ciência exata, há "prova dos nove". Explica-se: é segunda suplente, pois não conseguiu votos necessários nas últimas eleições, mas assumiu o cargo porque a titular licenciou-se, assim como o primeiro suplente. Caso contrarie a cúpula, seria aplicada a tal prova e, assim, "noves fora, nada".