Campo Grande - MS, segunda, 20 de agosto de 2018

CRIME FINANCEIRO

TRF3 determina prisão de 10 anos e seis meses ao empresário Fahd Jamil

10 MAI 2011Por DA REDAÇÃO12h:36

O empresário Fahd Jamil, que está foragido desde 2005, foi condenado a pena de reclusão de 10 anos e seis meses pelo Tribunal Regional Federal da 3ª Região (TRF3) por crime contra o sistema financeiro. O advogado do empresário, Renê Siufi diz que vai recorrer da decisão. A condenação inicial por evasão de divisas foi de 12 anos e seis meses, mas no mês passado, ao julgar recurso da defesa, a 5ª Turma do TRF reduziu a pena. 

Durante o julgamento a relatora do processo desembargadora federal Ramza Tartuce, rejeitou recursos apresentados pelo advogado como que o acusado não teve direito à ampla defesa.De acordo com o processo, três remessas para o exterior foram feitas da conta do empresário, em um banco de Ponta Porã, para a conta de Gregória Ester Roa.

Siufi pediu que ela fosse localizada e alegou que ela "é pessoa de "carne e osso", tem RG, CPF, título eleitoral e conta em banco, com endereço certo em Miami e no Paraguai".

No entanto, a relatora destacou que ela nunca foi encontrada, chegando-se a conclusão de que se trata de "fantasma". As remessas totalizaram R$ 86.500. Ainda segundo a defesa, as remessas teriam sido feitas por iniciativa do gerente do banco, mas a tese foi rejeitada pela relatora. O TRF também estipulou multa de R$ 180 mil.

Leia Também