domingo, 15 de julho de 2018

Três testemunhas já prestaram depoimento do caso Isabella

30 JUL 2008Por 16h:31
     

 

 

Três testemunhas do processo que investiga o assassinato da menina Isabella Nardoni, prestaram depoimento na tarde desta quarta-feira (30) em São Paulo.

 

O primeiro a ser ouvido foi o pedreiro Gabriel Santos Neto, funcionário da obra de fundos do edifício London. No depoimento, Santos Neto negou ter percebido algum sinal de arrombamento no local no dia seguinte ao crime e disse que nunca deu entrevistas à imprensa dizendo o contrário. Os advogados de Alexandre Nardoni e Anna Carolina Jatobá afirmam que o pedreiro mente e que houve arrombamento no local.

 

A enfermeira Christiane de Brito, que mora ao lado da obra em que Santos Neto trabalha também prestou depoimento e disse que, na noite do crime, ouviu uma pancada que deduziu ter vindo da obra. O último a falar foi Jéferson Freiche, morador do edifício London. Ele disse que, na noite do crime, desceu ao térreo depois de ouvir gritos e viu Isabella caída no jardim. Freiche afirma que, quando ouviu gritos de que havia um ladrão no apartamento da família, questionou o irmão de Isabella se isso era verdade, e a criança negou.

 

Com informações da Folha Online

Leia Também